Exclusivo para assinantes UOL

Prisões na Rússia têm histórico de violações e violência

Marie Jégo

  • AP - 06.abril.2000

    Prisioneiros tchetchenos andam no pátio interno da prisão russa de Tchernokozovo

    Prisioneiros tchetchenos andam no pátio interno da prisão russa de Tchernokozovo

Apesar de a pena de morte não ser mais aplicada na Rússia desde 1996, onze pessoas morrem a cada dia em suas prisões. A informação vem da promotoria russa. Em 2009, 4.150 prisioneiros morreram em decorrência de doenças diversas, 521 deles em centros de detenção preventiva da Federação. Só em Moscou, 55 réus morreram em 2009, por falta de cuidados médicos. E a série mórbida continua: no domingo (6), Igor Kotroutsa, um moldávio de 22 anos, foi encontrado morto em sua cela na prisão número 4 de Moscou: parada cardíaca. Mesmo diagnóstico para Andrei Safronov, morto na mesma prisão em 13 de maio.

UOL Cursos Online

Todos os cursos