Exclusivo para assinantes UOL

O projeto nuclear francês precisa fazer escolhas determinantes

Jean-Michel Bezat

  • 08.04.2010 - Lionel Bonaventure/EFE

    O presidente francês Nicolas Sarkozy em cerimônia militar em Thones, nos Alpes franceses

    O presidente francês Nicolas Sarkozy em cerimônia militar em Thones, nos Alpes franceses

Ele está parado há dois meses, com o carimbo de “confidencial”, no cofre-forte de Claude Guéant, secretário-geral do governo francês. O relatório de 140 páginas (fora anexos) sobre “a evolução da energia nuclear até 2030”- encomendado por Nicolas Sarkozy a François Roussely, ex-presidente do grupo EDF de energia – é esperado com impaciência pelos participantes desse setor industrial tão importante para a França, ainda que ele não ofereça uma reviravolta de cenário. O presidente da República deverá apresentar um projeto destinado a recriar a energia nuclear para exportação com base nas cerca de 50 recomendações contidas nesse relatório.

UOL Cursos Online

Todos os cursos