Exclusivo para assinantes UOL

Fim do "berlusconismo" acontece com a corrupção como pano de fundo

Philippe Ridet

  • Gregorio Borgia/AP

    O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, durante participação em um programa de televisão italiano

    O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, durante participação em um programa de televisão italiano

Mais uma vez, ele atacou os juízes e a imprensa da oposição. Os primeiros por terem exposto, em diversas investigações, uma vasta rede de influência, de corrupção e de casos na qual se podem encontrar desde magistrados até políticos e empresários; a segunda, por ter noticiado o assunto. Silvio Berlusconi, buscando um contra-ataque uma vez que seu poder vem enfraquecendo, lançou a operação “Pela Memória”, pedindo aos membros de seu partido, o Povo da Liberdade (PDL), que lembrem tudo aquilo que ele realizou desde que chegou pela primeira vez ao poder, em 1994. O suposto passado idílico para exorcizar o presente e o futuro?

UOL Cursos Online

Todos os cursos