Exclusivo para assinantes UOL

Exercícios militares aumentam tensão entre as duas Coreias

Philippe Pons

  • AFP

    Membros da marinha sul-coreana patrulham a fronteira com a Coreia do Norte, próxima ao Mar Amarelo. Nesta quinta-feira, a Coreia do Sul

    Membros da marinha sul-coreana patrulham a fronteira com a Coreia do Norte, próxima ao Mar Amarelo. Nesta quinta-feira, a Coreia do Sul

As manobras navais sul-coreanas feitas entre 5 e 10 de agosto no Mar Amarelo terminaram com uma barreira de fogo da artilharia norte-coreana. Para alguns, a centena de projéteis, lançados da costa norte-coreana na segunda-feira, caíram do lado sul-coreano da linha de demarcação marítima que separa as águas territoriais dos dois países. Consideradas por Seul como um “exercício de defesa legítima” após o naufrágio, no dia 26 de março, de seu navio Cheonan, atribuído ao ataque de um submarino norte-coreano, essas manobras foram chamadas de “invasão” por Pyongyang, que ameaçou fazer uma “retaliação física vigorosa”.

UOL Cursos Online

Todos os cursos