Topo

Em Israel, o "pai de Gilad" e o "genro perfeito" decidem entrar para a política

GPO/Reuters
Soldado israelense Gilad Shalit, libertado em outubro pelo Hamas em troca de 1.027 prisioneiros palestinos, presta continência para o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, logo após chegada à base aérea de Tel Nof, em Israel Imagem: GPO/Reuters
Exclusivo para assinantes UOL

Laurent Zecchini

16/01/2012 00h01

Eles não têm muita coisa em comum, além do fato de terem entrado para a política ao mesmo tempo e... de terem imediatamente atraído para si uma enxurrada de críticas. O jornalista israelense Yair Lapid saiu 24 hora...