UOL Notícias Internacional
 

04/09/2004

Bush critica proximidade entre Kerry e Hollywood

The New York Times
Bruce Weber

Em Nova York
O presidente norte-americano George W.Bush fez apenas uma referência a Hollywood quinta-feira (2/9) à noite na convenção nacional Republicana, no discurso em que aceitou concorrer à reeleição. Foi uma referência rápida, mas que atingiu a comunidade cinematográfica lá onde ela vive.

Num lance de ironia astuta e calculada, em que fez uma relação entre duas declarações recentes do senador John Kerry, o presidente manteve a distancia que existe entre ele e seu eleitorado padrão, de um lado, e o adversário Democrata e um dos mais importantes bastiões da oposição, do outro lado.

"Se você diz que o coração e a alma dos Estados Unidos se encontram em Hollywood, eu temo que você não seja o candidato dos valores conservadores", disse Bush, numa repetição dos comentários que têm feito com freqüência nas últimas semanas.

Foi num discurso na cidade de Cloquet, no estado de Minnesota, no começo de julho, que Kerry aclamou os "valores conservadores" e também os "valores que estão fundamentados no coração de nossa terra". Uma semana depois, num evento para arrecadação de fundos no Radio City Music Hall em Nova York, Kerry apareceu no palco logo depois que vários artistas bem populares debocharam do presidente, inclusive com vários ataques pessoais cruéis e piadas vulgares, como as feitas pela comediante Whoopi Goldberg.

"Cada um dos artistas aqui presentes", disse Kerry à multidão, "traz para vocês o coração e a alma de nosso país". Quando consultado sobre o recente comentário de Bush, Arnold Schwarzenegger, governador da Califórnia e estrela de cinema num passado recente, não quis tecer considerações. Mas surgiram comentários de outras pessoas politizadas da comunidade cinematográfica.

"Eles atacam qualquer um que eles consideram ter alma e coração", disse Robert Greenwald, militante Democrata que foi diretor do documentário "Outfoxed: Rupert Murdoch's War on Journalism" (uma crítica ao jornalismo conservador do canal Fox, de Murdoch). Greenwald considera que o discurso do presidente é um "assassinato de caráter" e também um "assassinato de grupos".

"O discurso funciona como mais um capítulo das guerras entre as culturas", diz Greenwald. "Eles (os Republicanos) falam sobre casamento gay, sobre a conveniência de abortos parciais, eles saúdam a bandeira, mas eles não falam sobre o fato de que gastamos US$ 200 bilhões numa guerra em que não deveríamos estar, em que milhares de americanos e iraquianos estão morrendo, nem sobre o fato de que 47 milhões de americanos não contam com seguro saúde. Essas sim são as questões que importam. É muito mais fácil falar sobre os valores de Hollywood do que sobre assuntos substanciais".

Já Craif Haffner, Republicano que está produzindo um documentário de TV sobre a presidência Americana para o History Channel, acredita que ficou clara a intenção do presidente de fazer uma referência ao "estilo de retórica" utilizado por Kerry no evento em Nova York. Haffner acredita que seria um erro avaliar os comentários do presidente como críticos em relação a toda Hollywood.

"Minha experiência com esse governo indica que eles apreciam a comunidade artística, seja ela a literária, a Broadway ou a que consideramos como cultura popular, feita na televisão e no cinema", disse Haffner. "Acho que eles estão conscientes de que há muitas pessoas nessa comunidade que não estão alinhadas com nenhum dos lados".

E o ator Ron Silver, um ex-Democrata que elogiou o presidente segunda à
noite na convenção, disse que o comentário de Bush estava sendo mal interpretado.

"Pelo que eu entendo, o senador Kerry havia se levantado, logo após terem chamado o presidente de delinqüente e mentiroso, para dizer que aqueles lá eram `o coração e a alma dos Estados Unidos'", defende Silver. "Já disse antes que não sou esperto o bastante para saber o que é a justiça, mas eu sei o que é uma injustiça. E menosprezar o presidente dessa forma é uma injustiça". Presidente diz que o cinema não representa valores dos americanos Marcelo Godoy

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host