UOL Notícias Internacional
 

02/10/2004

Músicos americanos iniciam megaturnê pró-Kerry

The New York Times
Jon Pareles

Em Filafélfia
Bruce Springsteen começou uma série de apresentações em Estados indecisos na noite desta sexta-feira (01/10), nesta cidade, em apoio à campanha do senador John Kerry. "Estamos aqui esta noite para lutar por um governo aberto, racional, humano e que olha para frente. E pretendemos agitar a casa nesse processo", disse ele no início do show no Wachovia Center.

O show também contou com R.E.M. e foi um de seis espetáculos simultâneos na Pensilvânia para a turnê Vote por Mudança, uma semana de shows beneficentes em Estados disputados.

Nos próximos 10 dias, músicos campeões de vendas, incluindo Springsteen, Dave Matthews, Dixie Chiks, Pearl Jam, Bonnie Raitt e John Mellencamp estarão à frente de apresentações em Estados altamente disputados. Os principais artistas são músicos de rock, mas também contarão com blues, country e hip-hop.

A excursão vai atingir 11 Estados e 33 cidades, acabando com um show com 13 dos principais artistas no dia 11 de outubro, no MCI Center, em Washington. Esse show, que será transmitido ao vivo pelo canal a cabo Sundance, também incluirá John Fogerty, Jackson Browne, James Taylor, Keb Mo', Kenneth Edmonds e o grupo de hip-hop Jurassic 5.

Os shows são em benefício do esforço de mobilização de eleitores chamado America Coming Together (EUA unindo-se) e são apresentados pelo comitê de ação política MoveOn. Alguns artistas, incluindo Pearl Jam e Raitt, já fazem shows políticos há anos. Mas esta é a primeira vez que Springsteen, em sua carreira de três décadas, defende algum candidato.

"Esses são os maiores especialistas em contato com o público americano; essas pessoas desenvolveram uma conexão emocional com milhões de pessoas durante anos", disse Eli Pariser, diretor executivo do MoveOn. "A política é parte disso, e acho que expande o que fazem, sua arte."

"É preciso ter coragem, no atual clima, para tomar uma posição e fazer o que estão fazendo", prosseguiu. "Muitos deles foram arrebatados pelo tipo de resposta repressiva que tiveram. Não serão silenciados."

As Dixie Chicks, que começaram a participar da turnê em Pittsburgh, enfrentaram boicotes de estações de rádio e um furor em programas de opinião no ano passado, depois que sua vocalista, Natalie Maines, rebaixou o presidente Bush no palco.

"Nesta altura, não temos mais nada a perder. Então, qualquer tipo de medo ou inibição saiu pela janela", disse Maines por telefone, nesta semana. "Definitivamente queremos mudança de regime e, agora que está chegando a hora, estou com menos medo ainda de me expor. Acho que as coisas estão absolutamente críticas."

Com o episódio, "houve uma espécie de eliminação das pessoas que aparentemente não sabiam quem nós éramos, apesar de nunca termos escondido o que pensávamos", acrescentou. "A liberdade de expressão não é de graça: pagamos caro. Mas estamos mais determinadas e fortes agora. E daqui para frente, os fãs que tivermos serão nossos verdadeiros fãs."

É uma empreitada complexa o suficiente reunir astros do rock para um evento de um dia, como o Live Aid ou o Farm Aid, de Mellencamp. A organização de seis excursões simultâneas de uma semana com músicos tão populares talvez seja sem precedentes.

Não há nada comparável no lado Republicano. Os músicos não estão tocando suas canções padrão; estão incluindo músicas políticas e colaborando com outros do projeto. As Dixie Chicks fazem coro para James Taylor; Raitt harmoniza com Browne.

Todos os shows na turnê estarão em Ohio no sábado, Michigan no domingo e Flórida na próxima sexta-feira; os shows na terça e na quarta serão em Iowa, Minnesota, Wisconsin e Missouri. O primeiro show da turnê, com Raitt e Browne, foi na segunda-feira à noite, em Seattle.

"O público estava muito animado e participativo", disse Raitt ao telefone, após a apresentação. "Quando cantamos 'I Am a Patriot', de Little Steven, e todo mundo ficou de pé, emocionei-me. É mais divertido fazer isso do que meus próprios shows. Há tanta inspiração e tanto em jogo." "Vote for Change" inclui Bruce Springsteen, Pearl Jam e R. E. M. Deborah Weinberg

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host