UOL Notícias Internacional
 

19/10/2004

Eleitores da Flórida iniciam votação antecipada

The New York Times
Abby Goodnough*

Em Jacksonville, Flórida
A votação presidencial na Flórida começou com duas semanas de antecedência nesta segunda-feira (18/10), em uma tentativa de evitar vários dos problemas que infernizaram a eleição de 2000. Mas, como fantasmas persistentes, alguns desses problemas voltaram imediatamente a emergir: longas filas, problemas para a verificação de dados sobre o registro do eleitor e a sensação por parte dos eleitores negros de que estão sendo tratados de forma injusta.

No Condado de Duval, onde as suspeitas ainda são intensas depois que 27 mil votos foram descartados em 2000, a maioria deles em bairros negros, o aguerrido supervisor eleitoral renunciou subitamente ao posto, alegando problemas de saúde. O comitê eleitoral local tem sofrido pesadas críticas por ter aberto apenas um local para votação no maior condado do Estado.

O governador republicano Jeb Bush (irmão do presidente) e Glenda Hood, a sua secretária de Estado, se juntaram às fileiras dos críticos no último fim de semana --quase duas semanas após legisladores e ministros começarem a reclamar--, e nesta segunda-feira o comitê anunciou que criaria pelo menos mais dois locais para votação até a semana que vem.

A Flórida está entre os 28 Estados que permitem que qualquer eleitor registrado deposite um voto pessoalmente antes do dia da eleição, uma prática que se expandiu após a disputada eleição de 2000. Os defensores da prática dizem que ela proporciona aos eleitores a oportunidade de evitarem as prolongadas demoras comuns no dia da eleição, dando-lhes tempo para resolver problemas de última hora com os registros.

Mas as filas são inevitáveis em várias partes do Estado. Em algumas áreas, incluindo Miami, Tampa, Saint Petersburg e Fort Lauderdale, a espera pode chegar a duas ou três horas.

Como se fosse o recepcionista de um restaurante congestionado, Bob Cafazzo, funcionário eleitoral no Condado de Pinellas, anota o horário de chegada dos eleitores e dá a estes pedaços de papel. "Voltem em duas horas", diz ele repetidamente. "Há cerca de 200 pessoas na sua frente".

Alguns, como Jean York, de Saint Petersburg, desistiram e foram embora. "Vou esperar e voltar outro dia, quando talvez o movimento não seja tão grande", disse York, que afirmou ter apoiado Kerry e disse que deseja votar antecipadamente para garantir que o seu voto será computado.

Buddy Johnson, supervisor eleitoral no Condado de Hillsborough, em Tampa, diz que o comparecimento no primeiro dia de eleição antecipada foi "provavelmente 20 vezes maior" do que o das primárias de 31 de agosto. Ao final do dia, Johnson estimava que 3.850 dos cerca de 620 mil eleitores do seu condado votaram nesta segunda-feira.

As campanhas do presidente Bush e do senador John Kerry estão estimulando aqueles que podem a votar mais cedo --seja pessoalmente ou por correio-- em parte devido ao grande número de novos registros. Especialistas dizem que, ao deixarem as suas bases votarem mais cedo, os candidatos podem focalizar toda a sua atenção e recursos na conquista dos votos dos eleitores indecisos na reta final.

A deputada Corinne Brown, democrata de Jacksonville, diz estar encorajando todos os seus correligionários a votarem antecipadamente porque o dia da eleição é demasiadamente caótico e ela não confia na votação à distância.

Cerca de 20 Estados, incluindo a Flórida, também permitiram incondicionalmente que os eleitores enviassem os seus votos por correio antes do dia da eleição, segundo a Associação Nacional de Secretários de Estado. Os escritórios eleitorais na Flórida e outros locais receberam solicitações recordes de votação por correio, em parte devido às suspeitas quanto às urnas eletrônicas atualmente usadas por muitos Estados, incluindo a Flórida.

"A votação antecipada é obra de elaboradores de políticas que buscam formas mais criativas de aumentar o comparecimento às urnas", diz Tim Storey, membro da Conferência Nacional de Legisladores Estaduais. Mas os dados para que se saiba se o artifício realmente aumentou o comparecimento são inconclusivos, diz ele, provavelmente porque a votação antecipada ainda está nos seus estágios iniciais como fenômeno generalizado.

Segundo Storey, as maiores críticas à votação antecipada são que ela dilui a tradição cívica que consiste em todos votarem em um dia muito importante e que revelações importantes sobre os candidatos aparecem às vezes nos últimos dias da campanha.

Na Flórida, a votação foi interrompida em pelo menos três condados populosos --Broward, Hillsborough e Orange--, quando os computadores laptop usados para verificar as informações sobre os eleitores deixaram de se conectar à central de dados, diz Alia Faraj, porta-voz de Hood.

"Não dá para simplesmente rastejar para dentro de um buraco e dizer 'Ah meu Deus, por favor funcione'", diz Brenda Snipes, supervisora eleitoral no Condado de Broward, que disse aos funcionários para confirmarem as informações sobre os eleitores por telefone, depois que o defeito paralisou completamente as votações em quatro estações conectadas por satélite.

Ela disse que o problema não afetou a votação na principal sessão eleitoral e nos seus três escritórios. Snipes disse que às 15h, 3.800 moradores haviam votado nas nove urnas do condado.

Em Jacksonville, o reverendo Jesse Jackson liderou cerca de 50 eleitores rumo às urnas, onde as pessoas cantavam "We Shall Overcome" ("Vamos Superar"). Em um hotel das imediações, a secretária de Estado Glenda Hood cantou "O Hino de Batalha da República" com membros do Rotary Club de Jacksonville, para os quais explicou as melhorias feitas no sistema eleitoral do Estado em um discurso durante o almoço.

"Precisamos separar a administração das eleições das manobras políticas", disse Hood a um grupo de empresários. "Atualmente temos presenciado grande quantidade destas últimas".

A secretaria de Hood comemorou uma determinação da Corte Suprema Estadual na segunda-feira, segundo a qual as urnas provisionais --que podem ser usadas pelos eleitores cujos nomes não constem das listas, e que só são computadas depois que os registros dos eleitores são verificados-- só podem ser usadas no distrito residencial do eleitor.

Sindicatos trabalhistas entraram com ações na Justiça, alegando que os eleitores devem poder usar as urnas provisionais em qualquer localidade do Estado. A secretaria de Hood argumento no tribunal que tal sistema seria caótico.

Hood disse que John Stafford, o supervisor eleitoral republicano do Condado de Duval, renunciou devido à piora do seu estado de saúde. Ele estava de licença desde que sofreu um ataque cardíaco em março, e o seu substituto, Richard Carlberg, tem administrado o comitê.

Quando lhe perguntaram por que não ordenou ao departamento de Stafford que planejasse a abertura de mais locais de votação antecipada semanas atrás, Hood disse não possuir autoridade para fazer tal coisa. Ao lhe perguntarem como surgiu a decisão de última hora no sentido de abrir novos locais de votação, ela respondeu: "A mentalidade mudou".

Ela disse que o governador Jeb Bush designaria rapidamente um supervisor interino.

Observadores dos dois partidos perambularam durante todo o dia pelos locais de votação, com os ouvidos atentos a queixas: "Não vi ninguém ser importunado e não poder votar por não estar registrado", diz Bob Moss, voluntário do Comitê Nacional Republicano que atuou em Oakland Park City Hall, no Condado de Broward.

A maior parte dos eleitores entrevistados na segunda-feira disse que compareceu antecipadamente para evitar as multidões no dia da eleição, ou porque estarão muito ocupados naquele dia ou porque a sua curiosidade falou mais alto. Muitos afirmaram que o processo transcorreu suavemente, embora as pessoas prejudicadas pelos problemas dos computadores tenham saído frustradas.

"Por que eles não sabiam que isso iria acontecer?", questionou Anne Niblet, que votava na Biblioteca Central do Condado de Broward. "Eu sabia que isso aconteceria, e tenho 77 anos de idade".

*Lynn Waddell contribuiu do Condado de Pinellas, e Sara Kennedy do Condado de Hillsborough. Objetivo era evitar problemas que afetaram a legitimidade em 2000 Danilo Fonseca

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host