UOL Notícias Internacional
 

28/10/2004

Americano não está preparado para novo ataque

The New York Times
Calvin Sims

Em Nova York
Os americanos estão bem divididos quanto à atual capacidade de os Estados Unidos lidarem com outro ataque terrorista. Mas a esmagadora maioria dos cidadãos não fez nada para se defender pessoalmente contra a possibilidade de um atentado, de acordo com pesquisa do New York Times.

A pesquisa constatou que a maioria dos americanos não está preocupada quanto à possibilidade deles ou de pessoas de suas famílias se tornarem vítimas do terrorismo. A maioria também disse que não altera seus hábitos nem mesmo quando o governo aumenta o nível de alerta contra o terror.

A pesquisa do NY Times foi realizada como parte da produção de um documentário do New York Times Television sobre as condições de segurança nos Estados Unidos.

Por mais que a segurança doméstica tenha sido uma das questões principais na campanha presidencial, com republicanos e democratas alertando que outro ataque terrorista no território americano é inevitável, a pesquisa do jornal sugere que, para a maioria dos americanos, essa não está entre as maiores preocupações públicas.

"Acho que o motivo por eu não estar terrivelmente preocupada sobre isso se deve ao próprio lugar onde eu estou", disse Angela Loston, uma redatora de 24 anos, de Dallas, numa entrevista telefônica feita após a divulgação da pesquisa. "Embora eu esteja numa grande cidade, eu vivo no Estado do Texas, e não vejo nada de grave acontecendo por aqui."

David Ropeik, professor de Comunicações de Risco na escola de Saúde Pública de Harvard, acha que os resultados da pesquisa refletem uma reação humana ao risco, bem consolidada e intuitiva, conhecida como o viés do otimismo. Por esse viés, os indivíduos acreditam, de maneira desproporcional ao risco que correm, que não serão vítimas de um perigo, embora tenham amplo conhecimento de que o perigo existe.

"Observamos o mesmo fenômeno com o fumo, a obesidade e os desastres naturais. Se você acha que não irá acontecer com você, aí você não toma nenhuma precaução", acredita Ropeik.

"Em relação ao terrorismo, isso pode ser verdade. Se um ataque acontecer, é pouco provável que entre as vítimas estejam eu ou você. Mas isso não quer dizer que não tenhamos que nos precaver".

Na pesquisa, 61% dos entrevistados disseram que não possuem um estoque de comida ou de água em casa, como providência para a eventualidade de um ataque terrorista. Mais de 70% dos entrevistados disseram que ainda não escolheram um local para um encontro da família no caso de uma evacuação coletiva provocada por um ataque terrorista, nem trataram de um plano para se comunicarem com parentes.

Quando lhe perguntaram o motivo pelo qual sua família ainda não havia escolhido um ponto de reunião ou um plano para manter contato, Gloria Peters, uma aposentada de San Pablo, na Califórnia, disse: "Realmente ainda não discutimos esse assunto, mas deveríamos". E ela comentou: "As estradas ficarão tão engarrafadas que vai ser uma loucura".

A pesquisa descobriu que as mulheres são as que mais acusam o país e as comunidades locais de estarem pouco preparados para lidar com outro ataque.

As mulheres também são mais preocupadas quanto à possibilidade de alguém na família ser vítima do terrorismo: 46% das mulheres disseram estar muito ou um tanto preocupadas, contra a preocupação manifestada por 26% dos homens.

A pesquisa do NY Times foi feita com 554 adultos em todo o país, por meio de entrevistas telefônicas nos dias 12 e 13 de outubro, com margem de erro de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos.

Ao lembrar da recente atitude do governo lidando com a escassez de vacinas contra a gripe, Eugene Ladisky, um engenheiro aposentado de Nova York, disse: "Tenho a impressão de que, se viesse um novo ataque terrorista, teríamos que nos virar sozinhos". Pessoas acreditam que nada ocorrerá com elas, revela pesquisa Marcelo Godoy

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h49

    -0,38
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h55

    0,06
    65.316,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host