UOL Notícias Internacional
 

16/01/2005

Abbas pede paz na posse, mas já enfrenta batalha

The New York Times
Greg Myre

Em Ramallah, Cisjordânia
Mahmoud Abbas foi empossado presidente palestino no sábado, já envolvido em uma crise.

Israel, em resposta a um ataque em uma travessia em Gaza, que deixou seis civis israelenses mortos na quinta-feira, cortou relações oficiais com os palestinos. E em dois confrontos em Gaza, no sábado, soldados israelenses mataram seis palestinos.

Em sua breve cerimônia na cidade de Ramallah, na Cisjordânia, para assumir a presidência da Autoridade Palestina, Abbas adotou um tom conciliatório e pediu por um cessar-fogo para colocar fim a mais de quatro anos de violência.

"Nossa mão está estendida ao parceiro israelense para obter a paz", disse Abbas no complexo onde seu antecessor, o falecido Iasser Arafat, ficou confinado durante os últimos três anos de sua vida.

Abbas reiterou a meta de estabelecer um Estado palestino, que incluiria a Cisjordânia e a Faixa de Gaza, com uma capital em Jerusalém Oriental e um assentamento "justo" para os refugiados palestinos.

Israelenses e palestinos estão "destinados a viver lado a lado e compartilhar esta terra", disse ele.

A vitória de Abbas na eleição de domingo passado aumentou as esperanças de que israelenses e palestinos possam retomar um diálogo e talvez colocar um fim, ou ao menos reduzir, a violência diária que já tirou a vida de mais de 3 mil palestinos e cerca de 1.000 israelenses desde setembro de 2000.

Mas o ataque de quinta-feira aumentou as tensões, e na madrugada de sexta-feira, soldados israelenses realizaram uma incursão ao bairro do sul da Cidade de Gaza de onde partiu um foguete contra um assentamento judeu. Quatro palestinos foram mortos, segundo o Hospital Shifa.

Enquanto ocorria a incursão, palestinos dispararam um morteiro contra o assentamento, Netzarim, que atingiu as proximidades de uma sinagoga e feriu duas crianças israelenses. Uma delas, um menino de 7 anos, perdeu um braço, disse um militar israelense.

No sul de Gaza, perto da fronteira do Egito, cerca de 30 palestinos tentaram entrar em um posto militar israelense vazio, disseram testemunhas palestinas e diretores do Hospital Najar, na cidade de Rafah. Em resposta, soldados israelenses realizaram disparos de alerta de então atiraram contra os homens armados do grupo, disseram os militares. Dois palestinos foram mortos, segundo o hospital.

Abbas expressou repetidas vezes sua oposição aos ataques palestinos contra Israel, e ele o fez novamente no sábado, condenando ao mesmo tempo as ações militares israelenses.

"Nos últimos dias, ocorreram vários incidentes", disse ele. "Nós condenamos estas ações, sejam por parte das forças de ocupação israelenses ou as reações de algumas facções palestinas. Isto não ajuda a promover a calma necessária para permitir uma processo de paz sério e crível."

Israel disse que os comentários de Abbas são bem-vindos, mas insiste que ele tome providências. Abbas disse que tentará persuadir as facções a suspenderem os ataques, mas não promoverá uma repressão empregando as forças de segurança palestinas.

Em outro desdobramento, 46 autoridades eleitorais palestinas renunciaram no sábado, dizendo que foram pressionadas a mudar os procedimentos eleitorais durante o dia da eleição, noticiou a agência de notícias "The Associated Press" (AP).

Nas últimas horas da eleição, a votação foi prorrogada por duas horas e todos os palestinos com carteiras de identidade foram autorizados a votar, mesmo aqueles que não tinham se registrado antecipadamente. As mudanças prejudicaram a integridade da eleição, disseram as autoridades, mas não tiveram um impacto significativo nos resultados finais.

"Eu fui pessoalmente pressionado e ameaçado", disse Ammar Dwaik, uma importante autoridade eleitoral, para a AP. "Portanto estou anunciando publicamente minha renúncia, para que todos saibam que na próxima eleição legislativa, isto poderá acontecer novamente."

Tais eleições estão marcadas para julho. Palestina George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,56
    3,261
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    1,28
    73.437,28
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host