UOL Notícias Internacional
 

28/01/2005

Sharon vê chance de "avanço" com os palestinos

The New York Times
Greg Myre

Em Jerusalém
Em comentários otimistas incomuns, o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, disse na quinta-feira que há uma oportunidade para um "avanço histórico" com os palestinos, e tinha palavras calorosas para o novo líder deles, Mahmoud Abbas.

Abbas pediu um acordo formal de cessar-fogo com Israel, enquanto seu primeiro-ministro ordenava uma proibição do porte de armas de fogo em áreas sob controle da segurança palestina, o mais recente de vários passos que visam conter os militantes.

Sharon tem expressado ceticismo de que tais medidas são significativas. Mas na quinta-feira, ele ofereceu alguns de seus comentários mais otimistas desde que Abbas, que é comumente conhecido como Abu Mazen, foi eleito em 9 de janeiro.

"Eu acredito que foram criadas condições que permitirão que nós e os palestinos obtenhamos um avanço histórico nas relações", disse Sharon na quinta-feira, em um discurso em Tel Aviv. "Parece que há uma abordagem positiva em relação à guerra contra o terrorismo e à promoção do processo diplomático."

"Se os palestinos tomarem medidas abrangentes para deter o terrorismo, a violência e o incitamento", disse ele, então o plano de paz para o Oriente Médio, conhecido como roteiro para a paz, poderá começar a ser implementado e a retirada israelense de Gaza poderá ser coordenada.

Sharon falou durante uma visita de William J. Burns, o principal diplomata do Departamento de Estado dos Estados Unidos para o Oriente Médio.

O primeiro-ministro Ahmed Qureia emitiu uma proibição de armas durante uma reunião do Conselho de Segurança Nacional Palestino em Ramallah, disse Saeb Erekat, o negociador-chefe palestino.

Por mais de quatro anos, palestinos armados com postura de bravata portavam rotineiramente armas nas ruas palestinas.

Inicialmente, a ordem se aplica à Faixa de Gaza e à cidade de Jericó, na Cisjordânia, disse Erekat. Abbas tem pedido uma suspensão da violência contra Israel, e obteve uma promessa informal das facções militantes de que suspenderiam os ataques. Mas as facções estão exigindo que Israel concorde em parar de prender e matar palestinos procurados.

Na quinta-feira, antes de uma viagem à Jordânia e outros países na região, Abbas disse estar buscando um cessar-fogo formal.

"Nós estamos muito interessados na questão de um cessar-fogo, na questão de uma declaração de um cessar-fogo, e informamos os israelenses sobre isto", disse Abbas. "Os israelenses precisam responder rapidamente e não esperar por mais duas ou três semanas."

As autoridades israelenses disseram que Israel responderá tranqüilidade com tranqüilidade, mas têm hesitado em ir mais adiante.

"Eu pretendo fazer gestos na direção de Abu Mazen e ao mesmo tempo manter meus olhos abertos e examinar a situação no lado deles", disse Sharon.

Além disto, os palestinos também realizaram eleições municipais em Gaza, com votações ocorrendo em 10 comunidades, a maioria delas pequena. Os resultados, esperados para sexta-feira, oferecerão alguma idéia da força relativa do movimento Fatah de Abbas e do Hamas, a facção islâmica que tem realizado muitos dos ataques com homens-bomba e outros.

As eleições locais tiveram início no mês passado em mais de duas dúzias de comunidades da Cisjordânia. Votações adicionais estão planejadas por toda a Cisjordânia e Gaza nos próximos meses.

Apesar da violência ter diminuído, ela não parou. Soldados israelenses mataram um homem palestino com problemas mentais em uma estrada na região central de Gaza, que é de uso exclusivo dos colonos judeus e dos militares israelenses, disseram os palestinos e os militares israelenses. Autoridades médicas palestinas identificaram o homem como sendo Said Zaker, de 30 anos.

Em Israel, o procurador-geral israelense disse que o Fundo Nacional Judeu, que é dono de muitos milhares de hectares de terra israelense, não está autorizado a vender propriedades apenas para os judeus, e deve também permitir que árabes e outros não-judeus comprem terras. George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h30

    -0,21
    3,166
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h30

    0,08
    68.408,52
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host