UOL Notícias Internacional
 

20/05/2005

Uma nova versão do Palmtop: com disco rígido

The New York Times
David Pogue

Colunista de tecnologia
Por vários anos, as autoridades em tecnologia previram a morte do computador palmtop. "Esta é a era do telefone celular", elas diziam. "Quem é que vai carregar um aparelho separado apenas para olhar nomes e números?"

The New York Times Image

O LifeDrive é o primeiro palmtop de disco rígido lançado fora do Japão
Mas durante os mesmos vários anos, a PalmOne (ex-Palm Computing) sempre deu a mesma resposta: "Nós ainda não estamos mortos!"

E, certamente, a PalmOne tem conseguido até o momento se manter um ou dois passos à frente do celular. Seus mais recentes palmtops oferecem telas maiores e melhores, boa reprodução de música e vídeo. Além disso, o sistema operacional Palm pode rodar uma vasta biblioteca de programas -desde bancos de dados, jogos e calculadoras.

Mas, na última quarta-feira (18/05), a PalmOne apresentou um novo modelo com a mais esperta melhoria de todas: um disco rígido.

Este dispositivo, chamado LifeDrive, é o primeiro disco rígido para palmtop lançado fora do Japão; olhando para trás, a idéia parece óbvia. Afinal, os discos rígidos já são pequenos o bastante para caber dentro de iPods e câmeras de vídeo.

E os organizadores Palm já podem abrir e editar documentos do Office da Microsoft, exibir fotos e vídeos e tocar música. Os palmtops poderiam ser os novos laptops, se não fosse pela sua capacidade de armazenamento limitada.

Girando dentro do LifeDrive está um disco rígido silencioso, de 1 polegada e 4 gigabytes. Você pode conectá-lo a um Mac ou PC e enchê-lo com os arquivos que deseja levar para a estrada. (Você não está limitado aos arquivos que o LifeDrive pode abrir, como arquivos do Office ou arquivos multimídia; você pode usar o LifeDrive como um depósito de dados que simplesmente carrega arquivos grandes de um computador para outro.)

Se a idéia é inatacável, como é o produto?

Primeiro, as boas notícias

O LifeDrive (US$ 500) é bonito. É uma simpática peça de metal -bordas suavemente chanfradas, dobradas no topo- que fica bonita sobre uma mesa de reunião ou na mesa do assento na primeira classe.

Ao toque de um botão no lado esquerdo, a foto na brilhante tela de toque de 480x320 pixels faz uma rotação de 90 graus, para melhor para exibir planilhas, documentos do Word e fotos de paisagem.

Com dimensões 12,2 x 7,3 x 1,8 cm, o LifeDrive se encaixa confortavelmente na sua mão, mas é muito mais espesso e mais alto do que outros palmtops. A PalmOne teve que abrir espaço para uma bateria maior (ela dura uns dois dias) para alimentar o disco rígido, que é a primeira peça móvel a aparecer em um organizador Palm.

E em se tratando de palmtops, este vem carregado. Ele tem microfone embutido para o "Notes to Self", e um alto-falante de volume surpreendentemente alto nas costas (mais uma entrada para fone de ouvido).

Como muitos Palms, este tem slot para cartão de memória SD. Se você inserir o cartão de uma câmera digital, as fotos aparecerão imediatamente na tela; um novo programa utilitário se oferece para copiá-las no disco rígido, liberando a memória do cartão para mais fotos. Os fotógrafos têm um novo melhor amigo.

O LifeDrive oferece duas tecnologias sem fio: Wi-Fi e Bluetooth. A primeira permite que você faça uso de hot spots de Internet em aeroportos, cafés e escritórios.

Neste momento, você pode usar o minibrowser lento mas atraente do LifeDrive para enviar mensagens, checar e-mail e até mesmo abrir anexos como fotos e documentos do Office. O programa de e-mail do PalmOne vem com presets para 100 sistemas de e-mail (AOL, Gmail, .Mac, AT&T, Yahoo, Cablevision e mais).

O transmissor Bluetooth se comunica com outros dispositivos Bluetooth dentro de uma distância de 9 metros. Os maiores benefícios são a possibilidade de poder sincronizar (HotSync) os dados de seu organizador com um computador sem a necessidade de cabo, enviar arquivos pelo ar para outros palmtops ou laptops e entrar na Internet por meio de um celular Bluetooth, mesmo que ainda guardado em seu bolso.

Grande parte disto funciona maravilhosamente, apesar do LifeDrive não reconhecer apenas um telefone Bluetooth entre todos: o Treo 650 da, entre todas as empresas, PalmOne. (Mão direita, conheça a mão esquerda.)

Assim como outros palmtops, você o conecta a um Mac ou PC usando um cabo USB, e ele sincroniza automaticamente sua agenda, calendário e e-mail do Outlook da Microsoft, de forma a você sempre ter a informação mais recente em sua máquina de bolso.

Mas o relacionamento do palmtop com seu laptop ou computador desktop pode ser bem mais flexível -e complicado. Por exemplo, conecte o LifeDrive em qualquer Mac ou PC com cabo USB, e uns poucos toques ativam o Drive Mode, que faz o LifeDrive aparecer como um disco rígido externo.

Você pode carregá-lo com arquivos e pastas do computador apenas os arrastando. Ou, sentado em qualquer computador, você pode abrir arquivos diretamente do disco rígido do palmtop, sem inicialmente copiá-los -uma boa forma de lidar com documentos privados quando você está usando o computador de outra pessoa.

E há outra opção chamada LifeDrive Manager (apenas para Windows). Quando você arrasta arquivos e pastas de seu PC para o ícone do LifeDrive Manager, lhe é oferecida três opções úteis: copiar (apenas copiá-los para o palmtop), formatar para dispositivo (reduz fotos e filmes para que possam caber na tela do palmtop) e manter sincronizado. Esta opção poderosa para arquivos e pastas cotidianas do PC faz o que o PalmPilot original fazia pelos números de telefone e calendários: mantém seus dados do PC espelhados no palmtop.

E agora as más notícias

Parece claro que a criação do LifeDrive foi um desafio técnico imenso, birrento, devido ao grande número de rebarbas que persistem.

Algumas são mínimas. Por exemplo, o preset AOL Mail pode receber mas não enviar mensagens (um problema que a PalmOne disse que consertou após ter enviado as unidades para crítica).

No PowerPoint, um terço da tela fica perdida para uma área do Notes que você não consegue esconder. E após cada trabalho de cópia do LifeDrive Manager, você precisa fechar a mensagem "cópia bem-sucedida" no PC -independente de quantas vezes você clique "não me mostre esta caixa de diálogo de novo", ele sempre mostra a caixa novamente.

Também não há uma tampa dobrável para proteger a bela tela. Você vai ter que se virar com um estojo de transporte.

Mas a causa mais séria para pausa é o caso infeliz de narcolepsia do LifeDrive. Para economizar energia, o disco rígido é desativado nos intervalos de uso. Isto é bom. O que não é bom é que ele demora seis segundos para ser reativado e alimentar seus dados na memória do palmtop para que você possa usá-lo de novo.

Como resultado, seu trabalho é freqüentemente interrompido por visitas enlouquecedoras de seis segundos à zona morta. Tudo fica congelado na tela, nenhum botão funciona e seu fluxo de trabalho é brutalmente interrompido. Também não há barra de progresso ou cursor de "espera" -apenas uma pequena luz no topo do estojo que lhe diz: "Por favor, aguarde; seu trabalho é muito importante para nós".

Estes lapsos são particularmente freqüentes após você ativar o LifeDrive pela primeira vez. Abra o calendário: seis segundos. Veja a semana: seis segundos. Abra a agenda: seis segundos. De volta à tela Home: seis segundos.

Segundo a PalmOne, estas greves devem desaparecer com o tempo. Assim que você usa um programa ou função pela primeira vez, ela permanece na memória, de forma a aparecer instantaneamente daí em diante.

Isto pode ser verdadeiro se você não fizer nada a não ser alternar entre os mesmos três programas pequenos o dia todo. Mas em um dispositivo tão ambicioso quanto este, ninguém vai usar as mesmas três funções para sempre.

Cedo ou tarde, você abrirá um programa novo, mudará o visor ou abrirá algo grande o suficiente para remover o que quer que já esteja na memória -o que o levará de volta à Terra do Lapso.

Mas há muito o que apreciar no LifeDrive: a forma como lida magnificamente com as fotos, músicas e filmes; suas duas opções sem fio; sua auto-sincronização de arquivos e pastas de PC; a precisão e velocidade de seu sistema de reconhecimento de escrita; e, é claro, o brilhantismo de todo o conceito.

Se você tiver paciência com aqueles pequenos lapsos de seis segundos, então este dispositivo poderá substituir um laptop durante muitas de suas experiências fora do escritório. Caso contrário, experimente antes de comprar. Se você é uma pessoa ocupada que odeia esperar, você ficará tentado a rebatizar este palmtop de Life'sTooShortDrive (drive vida é muito curta). George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host