UOL Notícias Internacional
 

08/09/2005

O telefone iPod da Apple: uma delícia de usar - dentro dos limites

The New York Times
David Pogue
"Um telefone iPod". Soa bem, não?

É melhor acreditar. Quando a Apple anunciou que estava prestes a revelar algo grande, o preço da sua ação voou, atingindo altas recordes. O site da Web Gizmodo exibiu nada menos do que 24 diferentes fotos falsas do "iPod phone" que circularam na Internet. Os fanáticos no mundo todo ficaram babando de ansiedade.

Agora, já há muitos telefones celulares que tocam música - mas não com o estilo e a elegância da Apple. Eles tampouco tocam músicas da loja da Apple iTunes Music Store, onde mais de 80% do mundo compra suas músicas on-line.

Então, em todos os círculos de aficionados correram perguntas sobre o novo telefone iPod. Será bacana como o iPod? Terá a famosa roda que clica na frente? Terá um disco rígido para guardar milhares de músicas? Será que vai dar para baixar músicas direto da Internet? Terá um FireWire ou conector de USB 2.0 para transferências super-rápidas? Será que permitirá que você use suas músicas como toques de chamada, de forma que comece a tocar "You Make Me Feel Like a Natural Woman" quando seu marido ligar?

Tudo ficou claro em um palco de San Francisco, na quarta-feira pela manhã (07/9), quando Steve Jobs, diretor da Apple, desembrulhou dois novos produtos. Um era o novo iPod - o iPod nano - que é tão fino que parece o modelo tradicional esmagado por um rolo compressor. Ele vem em dois tamanhos, que podem conter 500 e 1.000 músicas e custam US$ 199 e US$ 249 (R$ 480 e R$ 600) respectivamente; ele não tem disco rígido, o que permite que toque 14 horas de música sem recarregar a bateria.

O outro novo produto era, sim, uma nova combinação de telefone celular e aparelho para tocar música, uma colaboração entre a Apple, a Cingular e a Motorola, chamada Rokr E1, que vai custar US$ 250 (cerca de R$ 480) com um contrato novo da Cingular. (Desde que o Razr tornou-se sucesso nacional, a Motorola vêm aproveitando seu esquema de omitir uma letra dos nomes).

Está bem, agora as perguntas: a resposta a todas elas é não.

Não, o Rokr não parece um iPod. Tem uma aparência muito melhor ao vivo do que nas fotos e seu design certamente vence o da maior parte dos telefones que não dobram. As teclas sutilmente arredondadas são um prazer de se usar. Mas é prateado, e não branco.

Não, o Rokr não tem uma roda na frente; não haveria lugar nesse minúsculo aparelho, de 11cm por 5cm por 2cm. Em vez disso, ele tem uma pecinha de cinco direções, como a de algumas agendas Palm. Empurrando-a em qualquer direção você simula as funções dos botões da roda do iPod. O que você perde, é claro, é a capacidade da roda de passar rápido por longas listas.

Não, o telefone não contém um disco rígido. Vem com um cartão de memória minúsculo, de 512 megabytes, o TransFlash. Incrivelmente, porém, o telefone é limitado para conter apenas 100 músicas por vez, independentemente de quanto espaço houver no cartão. (Se você realmente se tornar um Rokr da pesada, porém, teoricamente poderá comprar vários cartões, e colocar 100 músicas diferentes em cada um).

As empresas, porém, não explicam a razão para o limite de 100 músicas, mas não é difícil de imaginar a preocupação da Apple com o impacto do Rokr sobre as vendas dos verdadeiros iPods. (Vela pelo lado positivo: se sua lista tiver apenas 100 músicas, você não vai sentir falta da roda).

Seguindo em frente: Não, você não pode baixar músicas diretamente para o telefone. É preciso carregar as músicas no telefone a partir do iTunes 5.0, uma versão ainda mais elegante do software de músicas da Apple para Mac e Windows. (Você pode arrastar as músicas manualmente para o ícone do telefone, montar uma lista para o telefone ou deixar o programa surpreendê-lo com uma coleção ao acaso de músicas a cada conexão. Nesse aspecto, o telefone funciona muito como o Shuffle do iPod).

Não, você não pode usar músicas como toques do telefone, ao menos não as que você compra na loja da Apple. (Você pode usar arquivos MP3 comuns como toques, mas carregá-los no telefone não é fácil). Quase certamente, essa também é uma limitação criada por interesses corporativos. As empresas de telefone cobram entre US$ 1,5 a US$ 3 (entre R$ 3,50 e R$ 7,20) por canção para toque de celular; a Cingular certamente não ia querer entregar esse ramo lucrativo para a loja de música da Apple.

Não, o telefone não tem um FireWire ou conexão por USB 2.0. Ele se conecta com seu Mac ou PC por um cabo USB 1.1. Você terá que esperar 30 segundos para transferir casa música (comparados com cerca de 10 segundos para cada álbum em um iPod comum).

Isso é um monte de "nãos". Então, quais exatamente são os pontos positivos do Rokr?

Primeiro, toda a parte musical é muito bem montada; é uma delícia de usar. Quando você quer ouvir música, você pressiona um botão com uma nota musical, e bum, está diante do menu principal do iPod (organizado por listas, artistas, álbuns, canções e assim por diante). Você pode navegar e operar exatamente como um iPod. A capa do disco da música que está tocando aparece na tela colorida de 176 por 200 pixels.

Os fones de ouvido ainda são brancos, então você ainda ganha os pontos em status ao usá-los em público. Mas no meio do fio, há um microfone pendurado, para que você possa fazer ligações e ouvir música sem ter que mudar de fones. De fato, o telefone inteligentemente faz uma pausa na música quando recebe uma chamada.

O som é fantástico, vencendo facilmente o som do ambiente nos metrôs da cidade; o fone de plástico pequeno tem muito mais potência que se imagina. A vida da bateria é excelente: uma carga dá de seis a nove horas de telefone, 160 a 230 horas em espera, ou 15 horas de música.

O telefone tem muitos outros itens úteis. Ele tira fotos de qualidade acima da média e até pequenos vídeos. Você pode fazer ligações para até 100 números por voz (ou seja, diga: "Ligue para mamãe", e ele liga). Os alto-falantes do aparelho também são surpreendentemente bons para tocar música se você não quiser usar os fones de ouvido.

De fato, todo o telefone vibra com a música, como se fosse movido por um subwoofer. (A Motorola explica que, na Ásia, é popular levar o telefone celular pendurado no pescoço -sim, o Rokr pode ser pendurado por um fio- e que é divertido sentir o telefone vibrando nas clavículas enquanto você corre ou passeia).

Falando das características divertidas para menores de 25: você pode fazer as laterais do telefone pulsarem com luzes coloridas tipo néon. E não é um padrão qualquer; elas de fato piscam de acordo com a música, como o baixo do som da sala.

No lado ruim, as funções do telefone do Rokr usam o mesmo programa que o Razr da Motorola, que, digamos, não é tão universalmente adorado quanto sua aparência física.

On-line, as críticas ao novo telefone iTunes já começaram. "É um iPod Shuffle com um telefone grudado", disse uma pessoa.

Certamente é verdade que os interesses financeiros dos três colaboradores -Apple, Motorola e Cingular- limitaram o Rokr de formas desnecessárias. O telefone seria muito melhor se tivesse mais músicas, deixasse você comprar música diretamente on-line, usasse músicas como toques do telefone e assim por diante.

Em outras palavras, se você estiver procurando um telefone iPod, o Rokr não é a resposta; não tem a menor chance de suprir as expectativas das últimas semanas. Mas como um telefone do iTunes -o único na Terra que deixa você levar conjuntos de músicas comprados na Apple em seus passeios e outras pequenas missões- o Rokr tem ótimo som, preço razoável e muita diversão. Deborah Weinberg

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host