UOL Notícias Internacional
 

14/10/2005

Audible.com inova com serviço de livros via fone

The New York Times
David Pogue

Colunista de tecnologia
Um número crescente de Estados e países tem aprovado leis proibindo o uso de celulares enquanto se está dirigindo. Mas se fôssemos realmente levar a segurança a sério, nós precisaríamos de leis contra coisas que provocam ainda mais distração quando se está ao volante. Que legislador corajoso proporá o Não Ajeitar o Cabelo, Pegar Mamadeiras no Banco de Trás ou Discutir Política ao Volante?

Mas pelo menos há um vislumbre de boas notícias: novas fontes de entretenimento em áudio como iPods e rádio por satélite estão tornando a rádio AM menos e menos uma distração. Cada vez menos você precisa desviar sua atenção para mudar de estação na 600ª vez em que o mesmo anúncio de suplemento de ervas entra no ar.

Na semana passada, passageiros de transporte coletivo, praticantes de exercícios e pessoas sentadas no grande júri ganharam uma genial nova alternativa de áudio: livros por telefone.

No nome real é Audible Air, e é uma forma de fazer o download de gravações da Aubible.com para um celular Palm Treo e outros aparelhos móveis --pelo ar, onde quer que você esteja. Mas para apreciar sua relevância, você precisa primeiro entender como a Aubible funciona.

A Audible.com oferece "audio books" digitais para aqueles com inclinação intelectual. Hoje, 600 mil pessoas escutam a cada mês versões em áudio da Audible de mais de 7 mil livros e 47 revistas e jornais. A maioria das pessoas escuta atualmente gravações da Audible --ou "conteúdo", como a empresa irritantemente as chama-- em players portáteis como iPods e organizadores Palm, depois de fazer o download deles para seus computadores. (Na verdade, você ganha um iPod Shuffle gratuito quando você assina o serviço da Audible por seis meses, ou um Creative MuVo gratuito com um contrato de um ano.)

A empresa oferece dois planos. Por US$ 15 por mês, você pode fazer o download de um livro inteiro e assinar uma revista ou jornal. Este plano básico, diz a empresa, é de longe o plano mais popular entre usuários de transporte coletivo. Por US$ 22, você recebe dois livros inteiros por mês.

Em qualquer plano, você pode sempre comprar gravações adicionais à la carte; audio books têm desconto (pelo menos em comparação ao preço dos livros impressos), mas não tanto quanto na Amazon.com. Por exemplo, "Year of Magical Thinking", de Joan Didion, sai por US$ 16,29 na Amazon, US$ 18,87 na Audible.

Jornais diários e revistas semanais custam US$ 70 por ano. Estranhamente, a Audible informa que seus assinantes também realizam o download de programas de rádio que podem ouvir gratuitamente --"Car Talk" da "National Public Radio", por exemplo, custa US$ 10 por quatro episódios-- porque podem ouvir quando quiserem.

Os livros são edições narradas de livros populares como "O Código Da Vinci" e "Freakonomics". Os periódicos incluem revistas mensais e semanais e edições diárias de The New York Times e "The Wall Street Journal". (Estes oferecem gravações de 60 ou 70 minutos dos 15 a 17 artigos mais importantes do dia; o texto é o mesmo resumo, transmitido por fax, que você recebe, digamos, em um navio de cruzeiro. A Audible recebe a versão resumida diariamente à meia-noite, quando leitores profissionais madrugadores os gravam. A gravação final fica disponível para download por volta das 5 horas da manhã.)

Por anos, só havia um único meio de baixar gravações para seu player de música ou organizador de bolso: o ligando por cabo a um Mac ou PC. (Você pode usar o software gratuito de jukebox iTunes da Apple, para Mac ou Windows; para Windows, você também pode usar um programa dedicado chamado Audible Manager.)

Mas o Audible Air permite que você faça o download das gravações sem fio, sem custo adicional. (Ele está disponível agora para Palm Treo 600 ou 650 e organizadores Palm equipados com Wi-Fi; uma versão para celulares com Windows Mobile deverá sair nas próximas semanas.)

O download direto sem fio pode soar como uma forma óbvia de obter áudio em um celular. Mas de alguma forma, as indústrias da música e de celulares ainda não imaginaram uma forma de fazê-lo. Mesmo o novo "iTunes phone", o Motorola Rokr, não permite que você realize o download de música diretamente; você precisa carregá-las de um Mac ou PC.

Os obstáculos são em parte tecnológicos --como seria bom fazer a busca em um banco de dados com 2 milhões de músicas em uma tela de duas polegadas?-- e em parte econômicos, como gigantes de telecomunicações e entretenimento lutando pelo que espera-se que seja um mercado enorme e lucrativo.

O download da Audible para celulares apresenta suas próprias limitações, mas também oferece algumas boas soluções. Você não navega de fato e compra novas gravações da Audible pelo telefone; em vez disso, o software Audible Air lhe mostra apenas uma lista de gravações e assinaturas que já foram adicionadas à sua biblioteca, usando um computador.

Se você fez uma assinatura de um jornal diário, por exemplo, seu Treo desperta, digamos, às 6 horas da manhã e faz o download da edição matinal, de forma silenciosa e automática. (Se estiver fora de alcance, ele tenta outras quatro vezes, uma vez a cada 10 minutos, antes de finalmente sugerir que você tente novamente mais tarde.)

Mas o truque mais esperto da Audible Air é como evitar a inconveniência de grandes arquivos de áudio. Cada gravação da Audible está disponível com opção de qualidade de som: três formatos que consomem de 3,7 a 14,4 megabytes por hora. (Não é de estranhar que a Audible diga que um plano de Internet ilimitado em seu celular, em vez de um plano de pagamento por megabyte, é "altamente recomendado".)

Mas a gravação de um livro inteiro pode durar de sete a oito horas. Mesmo o poderoso Treo, mesmo com cartão de memória inserido, pode não ser capaz de conter um livro inteiro, muito menos uma biblioteca com vários. E apesar do Audible Air poder fazer o download de uma hora de áudio em cerca de seis minutos (na qualidade mais baixa), você ainda assim teria que esperar muito tempo para a chegada de um livro inteiro.

A solução é uma opção chamada Auto Refresh. Ela faz o download apenas da primeira hora de um livro -ou qualquer duração que cubra sua viagem de casa ao trabalho. Assim que você escuta, digamos, 45 minutos dela, o telefone acordará no meio daquela noite para realizar o download dos 45 minutos seguintes.

Resumindo, o Treo se torna um moinho de áudio, apagando o que você já ouviu e fazendo o download das próximas páginas, sem que você tenha que esperar pelo download de todo o livro ou o preenchimento da memória de seu telefone.

No geral, o Audible Air funciona perfeitamente; a maioria dos problemas tem a ver com a própria Audible. O preço parece alto, especialmente se você considerar que está pagando quase o preço integral da edição impressa e recebendo apenas um arquivo de computador que não custa nada à Audible para duplicar.

Mas eu não uso transporte coletivo. E conheço usuários que juram fidelidade à Audible da mesma forma que donos de Mac ou TiVo.

Além disso, a Audible aponta que apesar do livro não ser físico, ele é permanente. As gravações da Audible nunca expiram, mesmo depois de você cancelar sua assinatura. E quando os atuais formatos de áudio se tornarem ultrapassados --MP3 e AAC, por exemplo-- a empresa promete que você poderá realizar o download de suas antigas aquisições, mesmo anos após seu cancelamento da assinatura, em qualquer formato de áudio em voga no momento. (As gravações da Audible apresentam proteção contra cópia, apesar de não serem restritivas. Você pode executar um livro em particular em até três players de cada tipo: três computadores, três iPods, três Palms e assim por diante -em um total de nove cópias. Você também pode queimar qualquer gravação em CD.)

O site da Audible também tem suas falhas. Quando você usa a caixa Search Help (ajuda para busca) para procurar por "formato de som", "qualidade de áudio" ou "qualidade do formato", você não obtém nenhum resultado. ("Encontrados 0 resultados para qualidade do formato. Você queria dizer "qualidade de forma"?)

A vida da bateria do telefone também sofre um duro golpe. Uma carga de bateria inteira do Treo 650 pode tocar audio books por cinco horas seguidas (se você não der nenhum telefonema). A Audible fornece este exemplo mais típico: se, diariamente, você fizer 40 minutos de ligações, o download de quatro programas de áudio e escutar 90 minutos deles, você terá que recarregar o Treo aproximadamente dia sim, dia não.

Mas de forma humilde, o minúsculo programa Audible Air é um desenvolvimento significativo. Seu conceito de download e simplicidade podem ensinar para os gigantes da música e celulares uma coisa ou duas sobre como fazer download de áudio em tempo real. E torna a Audible.com uma opção ainda mais atraente para qualquer um prefira escutar livros do que rádio ou queira "ler o jornal" a caminho do trabalho. Até o momento, não há lei contra tal tipo de prazer. Programa permite o download de gravação de obras e de jornais George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,22
    3,175
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host