UOL Notícias Internacional
 

28/10/2005

Ripe, queime, faça o download -em um aparelho de som

The New York Times
David Pogue
Só porque alguns ingredientes individuais são deliciosos não significa que seu gosto será bom se forem preparados juntos. Pergunte a qualquer um que já provou uma versão de um chef de 5 anos de espaguete com lascas de chocolate com molho de carne e geléia de uva.

The New York Times 
Essa máquina preta, luzidia e bonita conseguiu juntar tecnologias e funções naturalmente


De forma semelhante, muitas empresas de eletrônicos tentam e falham em
compor um produto decente a partir de componentes badalados -digamos, iPods, redes sem fio, aparelhos de som e computadores pessoais.

Assim, você poderia não nutrir muitas esperanças pelo Olive Symphony, um aparelho hi-fi de US$ 900 (www.olive.us) que reúne todas estas tecnologias e mais. Mas em vez de criar um Frankenstereo digital de múltiplas cabeças, a empresa conseguiu fazer todas estas tecnologias e funções parecerem naturais juntas. A caixa resultante leva muito tempo para descrever, porque ela faz muita coisa. Mas surpreendentemente leva pouco tempo para dominar, e a maioria de suas funções são utilizáveis quer você tenha um computador ou não.

Se você está procurando por uma descrição de uma única linha, bem, pense no Symphony como um iPod para seu aparelho de som. Dentro dele se encontra um disco rígido de 80 gigabytes completamente silencioso, sem ventoinha, que armazena até 20 mil músicas. (Um modelo de 160 gigabytes, o Musica, está disponível por US$ 1.100. Ele tem uma ventoinha, mas você praticamente precisa entrar dentro da coisa para ouvi-la.) O painel traseiro tem tanto saídas analógicas quanto digitais para seu aparelho de som.

O disco de rolagem e a tela brilhante, monocromática, do painel dianteiro permite rápida navegação por coleções gigantescas de música por título, lista, nome do álbum e assim por diante.

A Olive não é a primeira empresa a inventar um componente para aparelho de som com disco rígido. O que torna o Symphony, que será enviado às lojas na próxima semana, tão interessante é todas as formas diferentes com que a música entra e sai dele.

Veja o CD player inserido nele, por exemplo. Quando você insere o CD e
aperta o botão brilhante "Play", a música começa. O nome da música e da
banda aparecem na tela em letras grandes, visíveis do outro lado da sala, cortesia do banco de dados próprio da máquina, que contém 2 milhões de nomes de álbuns e faixas.

Pressionando um botão, você pode copiar o CD no disco rígido do Symphony. O processo leva cerca de 45 segundos por faixa; você escolhe o formato de áudio e determina a qualidade. (Você atinge a capacidade de 20 mil músicas apenas no formato MP3, que não é exatamente o sonho do audiófilo. Escolha WAV, AIFF ou FLAC para melhor qualidade. Estes são formatos de menor perda -o que significa que são "adorados pelos fanáticos por música clássica"- que enchem o disco rígido mais rapidamente. O Symphony armazena cerca de 2 mil músicas no formato FLAC.)

E se você tiver 1.200 CDs? Você realmente espera ficar sentado lá, batucando com os dedos, inserindo um novo disco a cada nove minutos?

Não seja tonto. A Olive fez uma oferta irrecusável: ela pré-gravará todos seus CDs no disco rígido do novo Symphony. Você só paga pelo envio dos discos. (Esta oferta só valerá até 1º de janeiro de 2006. Depois disto, o serviço estará sempre disponível, mas nem sempre será gratuito.)

O Symphony também pode resgatar seus antigos discos de vinil e fitas
cassete. Se você estiver disposto a conectar seu toca-fitas ou toca-discos ao Symphony, ele pode transformar cada música em uma faixa digital que se comportará como as faixas que você copiou de um CD.

Assim que sua coleção de música estiver seguramente abrigada no Symphony, você pode exilar seus CDs originais, fitas e discos de vinil no sótão. Daqui para frente, você pode acessar qualquer álbum pela tela. Você também pode misturar e combinar faixas em suas próprias listas de execução. Melhor ainda, o CD player do Symphony também é um gravador de CD, de forma que você pode queimar sua música -incluindo as faixas que você salvou de seus antigos LPs e fitas- em novos CDs reluzentes.

Se sua cabeça ainda não explodiu, há mais: você também pode conectar um iPod ou qualquer player de MP3 diretamente na entrada USB do Symphony (que também recarrega o player). Surpreendentemente, a própria coleção de música do iPod agora aparece na tela do Symphony, pronta para tocar no seu aparelho de som. (Mas o Symphony não toca faixas protegidas contra cópia, como as músicas da loja iTunes.) Você também pode copiar música do disco rígido do Symphony para o iPod, obtendo um maior usufruto de todo o trabalho que você (ou a Olive) teve para transferir sua coleção de CDs. Isto é, o Symphony permite que você carregue e gerencie um iPod mesmo se você não tiver um computador - algo inédito.

Na verdade, o Symphony nem mesmo apaga toda a música que já está no iPod; é um conteúdo para acrescentar, não substituir. No geral, esta cópia de Symphony para iPod é um truque bem esperto. (Com o novo iPod vídeo, é um truque que precisa ser melhorado. Nos meus testes, copiar músicas do Symphony apresentavam o efeito colateral bizarro de privar todo vídeo das séries de TV do iPod, deixando apenas o áudio. A empresa prometeu uma solução em questão de dias.)

Mesmo isto não é o fim das funções do Symphony. Ele também tem uma antena de rede sem fio (Wi-Fi), de forma que você pode acessar sua rede doméstica. De repente, há todos os tipos de possibilidades.

Por exemplo, suponha que você mantenha sua coleção de música no iTunes (o programa jukebox gratuito) no seu Mac ou PC no andar de cima. Tal coleção de música aparece no Symphony, pronta para tocar em seu aparelho de som bem mais agradável no andar de baixo.

E o mesmo truque acontece no sentido inverso: o Symphony também aparece como um ícone no programa iTunes, de forma que você pode tocar sua coleção de música no computador. Nesta época de paranóia de proteção contra cópia, você simplesmente não esperaria este tipo de flexibilidade e simplicidade.

Os nerds de redes ficarão ainda mais impressionados ao saber que o Symphony não é simplesmente um receiver Wi-Fi; ele também é um ponto de acesso pleno (roteador sem fio). Isto é, se você plugar um DSL ou cable modem no painel traseiro, todos os laptops sem fio na casa poderão compartilhar sua conexão rápida de Internet. Ainda não está sem fio? Espere: o Symphony também é um roteador de Ethernet de quatro portas. Você pode plugar quatro computadores diretamente nele para criar uma rede.

O que tudo isto significa para não-geeks? Simplesmente que o Symphony e seus computadores podem tocar as coleções de música uns dos outros por toda a rede da casa. Você também pode arrastar arquivos de música diretamente de seu computador para o disco rígido do Symphony. Você pode até mesmo usar o teclado do seu computador para mudar nomes de músicas e listas; o software de gerenciamento de listas do Symphony aparece até mesmo no seu browser de Internet.

(A Olive também fornece um programa dedicado de gerenciamento de listas de execução, mais elegante, apenas para Mac OS X.)

Tais características de rede também significam que o Symphony pode ser
conectado à Internet, facilitando o download de novas funções do aparelho e atualizações do banco de dados de nomes de álbuns e faixas.

Finalmente, a conexão de Internet também permite que o Symphony sintonize estações de rádio pela Internet. Mais de 1.000 estão listadas quando você abre o pacote, organizadas por gênero, e você pode acrescentar suas próprias.

Claramente, esta é uma máquina com vasto potencial para prazer musical -e para confusão. Em geral, o sistema simples de deslizar pelo menu, semelhante ao iPod, mantém todas estas funções fáceis de encontrar. Há muito o que aprender e problemas a solucionar, principalmente na instalação.

Por exemplo, acrescentar esta ou qualquer máquina a uma rede sem fio pode ser uma dor de cabeça capaz de durar toda a noite, especialmente porque você precisa acessar sua senha de rede usando o teclado numérico do controle remoto. Copiar músicas de um CD parece rápido, mas um longo período de pós-processamento é necessário antes que estejam disponíveis para tocar em seu computador ou copiar para seu iPod. E apesar da máquina em si ser preta, luzidia e bonita (o Musica, mais caro, é prateado), o controle remoto é surpreendentemente feio, de plástico.

Mas a Olive tem grandes planos para seu sistema de som. Por exemplo, em
dezembro ela pretende oferecer um aparelho complementar chamado Sonata (US$ 200), um pequeno receiver sem fio que pode ser ligado a alto-falantes e até mesmo rádio-relógios. Você pode colocar Sonatas em até 20 cômodos da casa; cada um poderá tocar músicas diferentes do disco rígido do Symphony.

Assim, não, você não pode misturar vários ingredientes da moda e esperar
produzir um prato bem sucedido. Mas um grande chef pode criar um todo
triunfante mesmo com uma mistura díspar de ingredientes diferentes -desde que um seja um Oliva. George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,22
    3,175
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host