UOL Notícias Internacional
 

02/12/2005

Neve? Sim. Multidão? Não

The New York Times
Bill Pennington

Em Suicide Six, Vermont
Era o último sábado de janeiro, e no topo de cada carro seguindo pela Rota 4, na nevosa região central do Estado de Vermont (nordeste dos EUA), havia esquis e snowboards, um comboio que se estendia por um quilômetro e meio. Em momentos como esse, você percebe que todos tiveram o mesmo plano de fugir para as montanhas para um fim de semana idílico.

Mas no meio de tal procissão ao Killington Resort no inverno passado, uma coisa engraçada aconteceu: na entrada da estrada de acesso de 1,5 quilômetro de extensão até o Big K, a Fera do Leste, todos os carros em ambas as direções na Rota 4 entraram. Eu não, o único veículo a seguir em frente.

Justin Lane/The New York Times 
Solidão ajuda esquiador a desafiar a montanha em Suicide Six e a seus próprios limites

Eu continuei por mais três quilômetros pela estrada até Pico Mountain, a irmã menos conhecida de Killington, onde pude escolher entre uma dúzia de vagas de estacionamento a menos de 50 metros do alojamento na base. Em questão de minutos, eu estava subindo para a elevação central. A neve era abundante, o terreno variado e as trilhas sem muita gente.

Um dia depois, minha esposa, três filhos e eu fomos à área de esqui de Suicide Six, a 32 quilômetros ao leste. No dia seguinte, seguimos para o Ascutney Resort, a 29 quilômetros a sudeste. Nossa base de operações era a quintessencialmente perfeita vila de Woodstock em Vermont, a cerca de 25 minutos de carro de cada área de esqui.

Em três dias inteiros de resplandecente prática de esqui, nós aguardamos, no total, cerca de 15 minutos em filas de transporte. Nós estacionamos perto das bases, esquiamos por longos períodos sozinhos. A neve era ótima. Foi o melhor momento para esqui da temporada. Quase não havia ninguém por perto, pelo menos em comparação a um grande resort na área de esqui do Leste.

Por quê?

Porque a maioria dos esquiadores e snowboarders são esnobes de grandes montanhas. Eles vão aos locais mais badalados, influenciados pelo marketing de massa, por seus próprios egos e o senso de que uma montanha não vale a pena ser visitada a menos que seus amigos em casa tenham ouvido falar dela.

O que esta atitude ofusca são as jóias escondidas em nosso meio --Pico, Suicide Six e Ascutney são três exemplos. São lugares bem debaixo de nossos narizes. Do topo de Ascutney você consegue ver Okemo, Stratton e Killington. Estas montanhas são boas opções, oferecendo uma grande rede de trilhas e uma maior seleção de restaurantes e vida noturna. Mas a que custo?

Robert Frost escreveu:

Duas estradas bifurcaram na mata, e eu

Eu tomei a menos usada

E isto fez toda a diferença.

Em momentos como este, procure antigos habitantes da Nova Inglaterra, como Frost, para dicas sobre esqui. A estrada menos usada não significa um destino pior. Pico Mountain, uma das áreas de esqui mais antigas de Vermont, é maior do que 80% das montanhas de esqui da Nova Inglaterra.

Sua descida vertical de 600 metros e 50 trilhas moldaram a carreira de muitos esquiadores, incluindo Andrea Mead Lawrence, a medalhista de ouro olímpica, e Suzy Chaffee. A parte mais baixa da montanha é mais suave e mais voltada para a família, mas os prazeres do local são as trilhas no topo, às quais se chega pelo Pico Summit-Express Quad.

Este é um dos melhores terrenos para todos os propósitos do Estado, todos com uma vista espetacular e quase sempre não congestionados. Felizmente, Pico passou o último período fora de temporada substituindo os teleféricos antigos pelo quádruplo; panes eram freqüentes no passado.

Mas o que as pessoas mais parecem gostar em Pico é o clima de montanha pequena em uma montanha grande. Todas as trilhas, por exemplo, dão no mesmo alojamento na base, algo que os pais apreciam quando deixam seus filhos enfrentarem a montanha sozinhos. É um rito de passagem para as crianças, sem contar uma chance para que os adultos descansem na varanda.

Uma das coisas que mais gosto em Pico é que fica na Rota 4 na altura do Inn at Long Trail and McGrath's Irish Pub, que é construído em um imenso afloramento rochoso. A pedra invade o bar e salão de jantar, formando paredes divisórias irregulares, mas não é uma intrusão. É genialidade ianque em funcionamento. Os proprietários colocaram algumas almofadas nos macacões. Eles se tornam sofás durante as apresentações de música ao vivo no pub nos fins de semana.

Se o primeiro dia foi sobre encontrar uma jóia pouco depois da Fera do Leste, então o segundo dia foi sobre encontrar outra jóia no coração da alma histórica do esqui. Suicide Six fica pouco depois da vila de Woodstock e não é assustadora como o nome sugere. Caseira e aconchegante, Suicide Six é o local do primeiro teleférico de esqui dos Estados Unidos. No inverno de 1934, um motor de um Ford Modelo T foi montado em uma roldana na base da montanha. Cadeiras levam você ao mesmo local agora e a descida ainda possui o mesmo clima da antiga Nova Inglaterra. As 23 trilhas seguem os contornos da natureza, não os criados por tratores.

Isto significa que você ou segue por uma trilha graciosa, fluente, ou por um corte estreito entre as árvores. Pela manhã, com meu filho de 6 anos, havia trilhas moderadas e sinuosas suficientes para mantê-lo calmo e interessado.

À tarde, descendo pela face íngreme que tem sido a atração principal de Suicide Six desde os anos 30, havia um grau de dificuldade suficiente para manter minhas filhas adolescentes empolgadas e interessadas.

Opções de lazer na neve

Entre as descidas, o almoço na cabana teve o clima tradicional apropriado --chili e hambúrgueres-- comidos em mesas longas e largas diante de uma grande janela com vista para a encosta. As paredes são decoradas com fotos que datam dos anos 30 emolduradas por antigos esquis e lembranças dos centenas de fins de semana de esqui que Suicide Six já vivenciou. A cabana é pequena, e você pode ser pressionado a terminar de comer suas fritas, mas ficar apertado ao lado de uma lareira queimando uma tora de 1,5 metro parecia um complemento perfeito para um dia de esqui sereno e sem disputa. A caminhada de dois minutos até o carro também não foi ruim.

De propriedade da Woodstock Inn, Suicide Six tem uma forma de lhe induzir tranqüilidade despreocupada. Uma caminhada pelas ruas pitorescas e lojas vizinhas ao verde de Woodstock aumentam tal sensação.

Não deixe de visitar a mais antiga loja de Vermont, a F.H. Gillingham & Sons, aberta em 1866, onde você pode comprar de tudo, de raqueta de neve até banjos --com queijo e vinho no meio. A vila também é um bom lugar para encontrar um livro para ler ao lado da lareira gigante no lobby do Woodstock Inn. Algumas pessoas, especialmente aquelas cansadas após dois dias esquiando plenamente devido à ausência de filas nos transportes, adormecerão na lareira antes de chegarem à página 20 do livro recém comprado.

O resort de Ascutney Mountain fica fora da Rota 91, perto da divisa com New Hampshire ao norte e oeste. De 91 a 93, você não tinha escolha a não ser desviar de Ascutney por estar falida e fechada. Ela sempre teve algumas falhas. Sua vila próxima, Brownsville, não é tão pitoresca quanto as outras na região e suas opções de hospedagem e alimentação são mais limitadas do que a de outros locais badalados de esportes de neve.

Mas sob os novos proprietários, Steven e Susan Plausteiner, que recuperaram e reabriram o resort 12 anos atrás, Ascutney ampliou e suavizou algumas arestas. A chave foi a adição do North Peak Express Quad, o aumento do número de trilhas em Ascutney, para 56. e o aumento da descida vertical para 548 metros.

Ascutney também se voltou para o mercado familiar, ampliando sua escola de esqui para crianças para quatro faixas de habilidade e idades. Eles também colocaram uma cabine para jovens no teleférico de Wonder Carpet. O Moose House Lodge serve como abrigo aquecido e uma desculpa para tomar um chocolate quente.

Há também trilhas cross-country abundantes; um cinema que exibe filmes para toda a família; snow tubing; um rinque de patinação ao ar livre; e um centro esportivo com piscinas, sauna, e quadras de tênis, raquetebol e basquete.

Por que abrir mão disto? Pegue algumas saídas antes na sua próxima viagem, e para mudar de ares, veja como a família vai gostar da natureza inclusiva de Ascutney. Ela pode estar menos na moda do que alguns de seus concorrentes --o alojamento na montanha está passando por algumas reformas necessárias e o alojamento na base é pequeno e utilitário-- mas os funcionários olham você nos olhos, sorriem e ajudam a encontrar as trilhas menos percorridas no mapa.

Em um dia de semana em janeiro passado, havia exatamente 14 carros no estacionamento, e a montanha parecia um parque temático antes dos portões serem abertos. De cima a baixo você podia alegremente estabelecer seu próprio ritmo.

O que parece ser o sentido de buscar áreas de esqui menos procuradas. Esqui e snowboarding são esportes voltados a estimular a alma do aventureiro, ou pelo menos esta é a minha teoria. Nós estamos explorando nossos arredores --esquis ou a prancha de snowbording são apenas os instrumentos que nos levam onde queremos ir. Mas não podemos explorar se há milhares de outros cruzando nosso caminho.

Mas não precisa ser assim.

Há mais do que suficientes montanhas e áreas de esqui pouco procuradas esperando pela oportunidade de nos ajudarem a ampliar nossas perspectivas. Elas estão por toda parte, às vezes pequenas mas não devidamente apreciadas, às vezes grandes mas surpreendentemente pouco usadas. Tudo o que você precisa fazer é procurar. Você precisa ir a um lugar do qual seus amigos nunca ouviram falar --esta pode ser a definição de jóia escondida.

Pico, Suicide Six e Ascutney são três bons lugares para começar, mas há outros. Nova York, por exemplo, tem 50 áreas de esqui, mais do que em qualquer outro Estado do país. Há 18 em Michigan e mais de uma dúzia em Montana. A população de Montana é de apenas cerca de 925 mil, de forma que as montanhas não têm como ficar lotadas. Vale a pena checar.

Você não precisa aceitar minha palavra sobre isto. Robert Frost também escreveu: "Não há absolutamente nenhum motivo para ser apressado pela pressa." Esqui e snowboarding são esportes voltados a estimular a alma do aventureiro. Mas não podemos explorar se há milhares de outros cruzando nosso caminho George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host