UOL Notícias Internacional
 

14/12/2006

Eleições do Irã poderão testar o nível de apoio ao presidente

The New York Times
Nazila Fathi

Em Teerã, Irá
Os iranianos irão às urnas na sexta-feira para eleições que indicarão se o presidente Mahmoud Ahmadinejad ainda conta com o apoio popular que levou à sua vitória há 18 meses.

As eleições de sexta-feira são para os conselhos municipais de todo o país e para a Assembléia dos Sábios, de 86 membros. A assembléia tem poder para substituir o líder supremo do país, mas desde que escolheu o aiatolá Ali Khamenei para tal posição em 1989, ele está relativamente inativa e se reúne apenas duas vezes por ano a portas fechadas.

Os conselhos municipais, por outro lado, exercem influência política substancial, especialmente na capital, Teerã. Os conselhos nomeiam os prefeitos, que dirigem as prefeituras e controlam os orçamentos.

O Conselho Guardião, que analisa os pedidos de candidatura, rejeitou 240 candidatos dos 490 que se registraram inicialmente para concorrer à Assembléia dos Sábios. Outros desistiram, de forma que restam apenas 140 candidatos, com apenas um candidato para as cadeiras em alguns distritos.

O conselho rejeitou muitos candidatos que tinham posição leniente em relação aos reformistas, mas também alguns afiliados ao aiatolá Muhammad Taqi Mesbah-Yazdi, um clérigo que tem se manifestado abertamente contra a democracia.

Mesbah-Yazdi e um grupo de simpatizantes estão concorrendo contra Ali Akbar Hashemi Rafsanjani, um ex-presidente e político pragmático, na esperança de dominar a assembléia, o que é considerado pouco provável agora.

Nas eleições em Teerã, uma chapa ligada a Ahmadinejad, cujo nome é traduzido aproximadamente como "o Bom Cheiro do Serviço" (mesmo os iranianos estão confusos com este nome) está concorrendo contra outros radicais que foram colocados de lado por Ahmadinejad e contra políticos reformistas que estão tentando um retorno, após três grandes derrotas nos últimos três anos.

Membros da chapa aliada ao presidente pediram aos seus simpatizantes que votem em candidatos associados a Mesbah-Yazdi, um clérigo radical, nas eleições para a Assembléia dos Sábios. O grupo é liderado por um ex-líder jovem da Milícia Basij, Mehrdad Bazrpash, e a irmã do presidente é membro.

Analistas dizem que o grupo tem chance de vencer caso o comparecimento dos eleitores for baixo. O comparecimento dos eleitores nas últimas eleições municipais em Teerã, em 2003, foi de apenas 12%, pois os eleitores que conduziram os reformistas ao poder permaneceram em casa, após concluírem que eles fracassaram em seus esforços para criar uma sociedade mais aberta. Isto levou a uma vitória dos radicais. Eles nomearam Ahmadinejad, na época uma figura desconhecida na política iraniana, para prefeito e depois o nomearam presidente.

Ele tem reprimido as liberdades civis desde sua eleição, e seus discursos inflamados e política externa inflexível em questões como o programa nuclear do país estão fazendo com que o Irã enfrente possíveis sanções. Ele também fracassou em cumprir sua promessa de melhorar a situação econômica das pessoas, disseram especialistas.

Os reformistas estão apelando aos seus eleitores para que votem em um esforço de conter suas políticas radicais.

"Esta eleição pode ser uma forma de encontrarmos nosso lugar no governo novamente e tentar moderar a situação", disse Ali Nozarpour, um dos candidatos reformistas para a Assembléia.

"Nós estamos dizendo às pessoas que se não votarem, elas deixarão que uma minoria decida por elas."

O entusiasmo com a eleição parece estar aumentando à medida que os reformistas intensificam sua campanha nas universidades e ao redor da cidade. Na quarta-feira, 20 candidatos locais passaram algum tempo conversando com as pessoas nas ruas de Teerã, em uma tentativa de persuadi-las a votar.

"Muitos estudantes estão dizendo que votarão nos reformistas", disse Sajad Ghoroghi, um estudante de doutorado na Universidade Amir Kabir, que decidiu votar apesar de sua desilusão com os reformistas. George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host