UOL Notícias Internacional
 

25/02/2007

Manter ex-amantes afastados é grande desafio de produção do Oscar

The New York Times
Stephanie Rosenbloom

The New York Times
Corações deixam de disparar. Noivados são rompidos. Casamentos acabam. E quando estas coisas acontecem, não é incomum adultos outrora racionais se comportarem como adolescentes separados, dispostos a fazer o que for preciso —longos desvios, fugir de um clube— para evitar cruzar com seu objeto de afeição transformada em aflição.

Mas em suas apostas para o Oscar você pode ter certeza que nenhuma das celebridades presentes na cerimônia de premiação, na noite deste domingo, se esconderá atrás de uma estátua dourada gigantesca ou correrá pelo tapete vermelho para evitar um antigo caso.

E por que deveriam? Enquanto a maioria dos americanos de coração partido deve conceber suas próprias estratégias imaturas para se esquivar dos antigos companheiros, as celebridades contam com profissionais de relações públicas (RPs) para habilmente administrarem a situação.

"Não se engane, estas coisas são cuidadosamente coreografadas", disse Ronn Torossian, presidente e executivo-chefe da 5W Public Relations, cujos clientes incluem Sean Combs, Snoop Dogg e Pamela Anderson.

Mesmo no mais lotado tapete vermelho, é improvável que Sienna Miller esbarre em seu-noivo, Jude Law, assim como é improvável que Jennifer Aniston desça de uma limusine e de repente se veja cara a cara com seu ex-marido, Brad Pitt.

Tais indignidades não precisam ser sofridas por celebridades cujos bolsos são mais profundos que seus relacionamentos —Jennifer Lopez e Ben Affleck, Hilary Swank e Chad Lowe, Kate Hudson e Chris Robinson, para citar alguns.

Apesar de dinheiro não poder comprar amor, ele pode comprar um RP, um que saiba que manter afastados ex-companheiros do calibre de Tom Cruise e Nicole Kidman pode exigir um grau de orquestração digno de uma indicação ao Oscar.
A meta é evitar que circule pelo mundo uma foto de dois ex-companheiros no mesmo enquadramento, ou um momento embaraçoso em uma transmissão ao vivo de televisão.

A foto que nunca se deseja que circule é aquela em que um dos ex-parceiros é visto com uma nova parceiro ou parceira fabuloso, enquanto o outro ou outra —um cliente— é visto desacompanhado, disse Howard Bragman, fundador da Fifteen Minutes PR, em Los Angeles.

"Nenhum deles deseja estar na mesma foto", disse Susan Blond, uma RP que iniciou sua carreira com Andy Warhol e que já teve como clientes James Brown, Michael Jackson e Usher, acrescentando que isto dura "anos" ou "até que outra coisa maravilhosa aconteça".

"Um dos dois está dolorosamente ferido", ela disse.

Antes de um evento proeminente, Torossian da 5W contata outros RPs e planejadores de evento para descobrir se ou quando um dos ex-parceiros de seus clientes estarão presentes. Por nem sempre confiar na palavra de outros RPs, ele também telefona para "amigos na imprensa" presentes no tapete vermelho para confirmar que rostos famosos já chegaram, ele disse. Ele lê a programação diária de eventos da agência de notícia "The Associated Press", assim como publicações com as informações mais recentes, "para assegurar que não seremos emboscados".

Estes serviços de proteção vão além de aparições públicas e cerimônias com tapete vermelho. Se os ex-parceiros estão no meio de um frenesi da mídia, "nós telefonamos para a academia de ginástica e para o mercado de antemão pois se a ex-parceira de alguém estiver lá, meu cliente não irá", disse Torossian.

É o equivalente da celebridade de telefonar para uma amiga antes de uma festa e perguntar: "Ele vai? Porque se ele for, eu não vou".

Na verdade, isto é exatamente o que algumas celebridades dizem aos seus RPs.
Mas quando tal ultimato é passado adiante para os produtores de um evento,
isto pode sair pela culatra. "As vezes convites são cancelados", disse
Bragman, "dependendo de quem é a maior atração".

Felizmente para ex-casais famosos, quando se trata de caminhar pelo tapete
vermelho na cerimônia do Oscar, é possível colocar mais distância entre eles
do que se poderia esperar. O tapete tem cerca de 10 metros de largura e 150
metros de comprimento (se esticado verticalmente, ele seria mais alto que
Grande Pirâmide de Gizé).

"Eles são enormes", disse Gary Snegaroff, produtor executivo dos programas
"Live From the Red Carpet" da E! Entertainment. "É fácil estar no tapete e
não ver um amigo ou alguém que não deseja ver."

Mas às vezes as paradas e poses para fotos fazem com que ex-companheiros
fiquem perigosamente próximos. Então cabe aos RPs experientes e atentos
retardar o passo, acelerar ou parar os clientes para que não sejam
fotografados com um ex.

"Arrume uma entrevista para alguém, os atrase com os paparazzi", disse a RP
Lizzie Grubman, cujos clientes incluem Jay-Z, Quincy Jones e Britney Spears.
"Se é uma mulher, arrume a maquiagem."

Torossian usa a comitiva de estilistas e empresários de seus clientes como
uma cerca viva plantada em pontos estratégicos, para bloquear o cliente da
ex-companheira. "A mídia não conseguirá a imagem que deseja", ele disse. "E
nosso cliente é poupado do embaraço."

Quanto ao evento em si, os RPs dizem que eles quase sempre são acomodados
como se atendendo a uma reserva de assento ou chegada para um cliente.
Afinal, os organizadores do evento querem (precisam) que as celebridades
voltem. (Uma porta-voz da cerimônia do Oscar se recusou a discutir os
procedimentos de produção, incluindo a distribuição de assentos para as
celebridades.)

Caso contrário, um dos ex pode simplesmente deixar de comparecer ao evento
para evitar um tumulto na mídia.

"A pessoa que não está concorrendo a um prêmio geralmente evita o evento
naquele ano", disse Grubman.

Esta pode ser uma saída inteligente, porque os eventos nem sempre se
desdobram como planejado. O motivo para ser melhor não planejar demais,
disse Ken Sunshine, um RP que tem como clientes Leonardo DiCaprio, Justin
Timberlake e Ben Affleck (e que falou sobre relações públicas de
celebridades, não sobre clientes específicos).

"Se você tenta botar alguém bem à esquerda e outro bem à direita, ambos
resolvem ir ao banheiro no intervalo e acabam se encontrando", ele disse. George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host