UOL Notícias Internacional
 

05/06/2007

Bill France, ex-presidente da Nascar, morre aos 74 anos

The New York Times
Frank Litsky
Bill France Jr., que substituiu seu pai no controle da Nascar quando ela era uma atração regional de corridas de stock car e a transformou em um empreendimento multibilionário com presença nacional, morreu na segunda-feira em sua casa em Daytona Beach, Flórida. Ele tinha 74 anos. A morte foi divulgada na segunda-feira durante uma transmissão da Fox da prova Autism Speaks 400, em Dover, Delaware. Ela posteriormente foi confirmada pelo site oficial Nascar.com. A saúde de France vinha piorando desde que sofreu um ataque cardíaco em 1997 em uma prova da Nascar no Japão.

Dois anos depois ele soube que tinha câncer, cujo tipo nunca foi revelado. Após passar por cirurgia por fratura da bacia e receber posteriormente três pontes de safena em 2002, ele transferiu seu papel de presidente e executivo-chefe da Nascar para seu filho, Brian, em 2003. France comandou o empreendimento por mais de 30 anos.

Seu pai, Bill Sr., fundou a National Association for Stock Car Racing (Nascar, Associação Nacional de Corridas de Stock Car) em 1947 e a comandou por quase um quarto de século, até 1972, quando a entregou para Bill Jr., que se tornou seu presidente. Um filho mais jovem, Jim, também se tornou um de seus dirigentes.

Na época, a Nascar estava praticamente confinada ao Sul e contava com um interesse nacional limitado. Em 2003, quando Bill Jr. deixou o cargo, a Nascar tinha se tornado um impressionante sucesso de marketing, atraindo uma audiência nacional na televisão que só perde para os jogos da Liga de Futebol Americano entre os esportes televisionados.

Em 1999, a Nascar assinou um contrato de US$ 2,4 bilhões por seis anos com a NBC, TNT e Fox, que começou a vigorar em 2001, com 10% do valor indo para a associação.

As corridas provaram ser empolgantes porque os carros se mantinham aglutinados e às vezes trombavam a velocidades acima de 320 km/h. Seus motores geram 750 HP, custam US$ 75 mil cada e geralmente duram apenas uma corrida.

As dezenas de corridas anuais da série Winston Cup (em 2004, a Nextel se tornou a patrocinadora do título) pagam dezenas de milhões de dólares em prêmios em dinheiro e freqüentemente atraem públicos de 150 mil pessoas. As vendas de produtos relacionados chegam a US$ 2 bilhões por ano.

Em 2003, os orçamentos das principais equipes subiram para US$ 10 milhões, em comparação a US$ 2 milhões em 1990, e as equipes obtiveram até US$ 15 milhões em patrocínios corporativos.

Além de ser proprietária da Nascar, a família também possui uma o controle acionário da International Speedway Corporation, que começou como Bill France Racing Inc. A corporação é dona de vários autódromos, incluindo os de Daytona Beach; Talladega, Alabama; Darlington, Carolina do Sul, e Watkins Glen, Nova York. Ela divide sua sede com a Nascar em um complexo em Daytona Beach.

France era conhecido como um executivo astuto e de vontade de ferro. Em 2003, Jack Roush, um dono de equipe da Nascar e um fabricante de motores, disse ao "Los Angeles Times": "O sucesso da Nascar se deve a ter contado com uma ditadura benevolente de duas gerações".

Independente de qual fosse seu método, France sabia como agradar aos proprietários de autódromos e aos donos das equipes. Ele disse certa vez: "Nós simplesmente fazemos todos eles ganhar dinheiro. Não há nada como ganhar dinheiro para deixar alguém feliz".

William Clifton France nasceu em 4 de abril de 1933, em Washington. Seu pai era William Henry Getty France, de forma que o filho não era de fato um júnior, mas rapidamente se tornou conhecido desta forma.

Em 1934, o pai levou sua esposa, Anne, e seu filho pequeno para a Flórida, na esperança de encontrar trabalho como mecânico de automóveis em Miami. Eles pararam em Daytona Beach e se estabeleceram lá.

O pai - que tinha 1,95 metro e era conhecido como Big Bill - praticava corrida de carros na praia e começou a promover as corridas. Em 1947, como o "New York Times" disse anos depois, "ele criou a Nascar a partir do que era pouco mais que alguns corredores amadores se reunindo nas noites de sábado para ver quem era o melhor".

Bill Jr. se envolveu nos negócios de seu pai ainda jovem e retornou a eles depois de freqüentar a Universidade da Flórida, em Gainesville, e servir dois anos na Marinha. Ele trabalhou como bandeirinha, comissário de pista e comissário de segurança. Ele cavou buracos para os postes de sinalização, estacionou carros, vendeu programas, reparou guardrails, trabalhou em estande de licenciamento e vendeu ingressos.

No final dos anos 50, quando o pai limpou um terreno pantanoso e construiu a Daytona International Raceway, que se tornaria uma das vitrines do esporte, o filho ajudou a operar o trator nivelador. Ele até mesmo correu algumas poucas vezes. "Sou afortunado por meu pai ter criado este esporte. Eu cresci nele", disse Bill Jr.

Bill Sr. morreu em 1992 aos 82 anos. Em 2000, Bill Jr. tornou Mike Helton, o vice-presidente sênior da Nascar, o novo presidente. Quando Bill Jr. se aposentou como presidente da Nascar em 2003, em prol de seu filho Brian, ele permaneceu como vice-presidente assim como presidente da International Speedway.

Além de seu filho e seu irmão Jim, um vice-presidente executivo da Nascar, France deixou sua esposa, a ex-Betty Jane Zachary, com a qual se casou em 1957; uma filha, Lesa France Kennedy, e vários netos e bisnetos.

A última aparição pública de France foi em 12 de fevereiro, antes das 500 milhas de Daytona em Daytona Beach, onde alguns dos principais nomes da Nascar se reuniram para lhe prestar homenagem em um jantar.

O legado da família France também foi homenageado. "Ele desenvolveu cuidadosamente seu esporte", escreveu Robert Lipsyte no "The Times" em 2001, "em um entretenimento familiar de enorme sucesso, que combina tecnologia facilmente compreensível, personagens atraentes, ambiente de parque temático, infindáveis itens colecionáveis e nostalgia com violência. George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,79
    3,152
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    1,18
    65.148,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host