UOL Notícias Internacional
 

14/07/2008

Rússia cria feriado e banco de praça para incentivar o romance

The New York Times
Sara Rhodin
Em Moscou
Num parque ao sul de Moscou, o mais novo lugar para se sentar é um banco de madeira com o encosto em forma de asas de anjo abertas e um assento curvo que encoraja os casais a ficarem mais próximos, uma cortesia das autoridades russas.

Na terça-feira (8), Alyona Safina, 21, que trabalha para o braço jovem do Partido Rússia Unida do primeiro-ministro Vladimir V. Putin, andava apressada pelo parque coordenando a cerimônia de inauguração do Banco da Reconciliação. Casais eram incitados a sentar nele e resolver suas diferenças, enquanto Safina pendurava pequenas fitas brancas, azuis e vermelhas (as cores da bandeira russa) em torno de uma fonte próxima.

Este foi um dos muitos eventos que aconteceram em toda a Rússia por ocasião do primeiro Dia da Família, Amor e Fidelidade. O feriado que é a tentativa mais recente do governo russo para combater as taxas de crescimento populacional decrescentes do país.

No ano passado, Putin, então presidente, declarou 2008 como sendo o Ano da Família. No último dia 12 de setembro, um feriado chamado Dia da Comunicação Familiar, encorajou os russos a ficarem em casa e terem relações sexuais, na esperança de terem filhos no Dia da Rússia, nove meses depois, em 12 de junho.

Mas o novo feriado aumenta o incentivo à procriação na Rússia, encorajando os casais não apenas a terem filhos, mas também a proporcionarem às crianças vidas familiares estáveis, com pai e mãe presentes. Isso é um sinal de que o novo presidente, Dmitri A. Medvedev, dará continuará o movimento de Putin de ser mais ativo na promoção da moralidade e do otimismo em relação ao futuro da Rússia.

De acordo com o Kremlin, o feriado foi idéia da primeira-dama Svetlana Medvedev, que assumiu um papel muito mais público do que a mulher de Putin, Lyudmila.

O novo feriado coincide com o dia dos santos ortodoxos russos Fevronia e Pytor. Fevronia salvou Pytor da doença em troca de uma promessa de casamento, e ficaram juntos até ambos morrerem, no mesmo dia. Na religião ortodoxa, eles são vistos como o principal exemplo de um casamento feliz.

Mas ao contrário do casamento feliz dos santos, hoje os casamentos russos são amaldiçoados pelas altas taxas de divórcio. Devido aos divórcios e à alta taxa de mortalidade masculina, a Rússia tem muitas mães sozinhas. No parque Vlakhernskoye-Kyzminiki no sul de Moscou, Safina disse que crescer sem a figura paterna em casa faz mal para as crianças.

Uma mulher pode vir a escolher um marido como o seu pai, irresponsável ou ausente, e um garoto sem pai não tem um modelo para seguir, diz ela. "Ele não vai saber o que significa ser um homem", diz.

Por ocasião do feriado, casais unidos há muito tempo e que têm filhos, foram homenageados com medalhas. Arranjos florais para o feriado levavam títulos como "Estou com minha Mãe". Pendurado nas asas do novo banco havia um cadeado, em alusão à tradição russa segundo a qual os casais recém-casados penduram cadeados em pontes e jogam as chaves na água.

Como parte do Ano da Família, a Rússia começou uma campanha para encorajar o casamento e o nascimento de crianças. Pôsteres associando a vida familiar ao patriotismo foram colocados nas escadas rolantes do metrô de Moscou.

Em um deles, uma mulher segura três bebês idênticos - como se fosse uma colagem de fotos do mesmo bebê - sob o slogan: "O Estado Precisa de Seus Números". O governo ofereceu incentivos financeiros para as mulheres que têm mais de um filho.

Apesar de algumas autoridades argumentarem que esses esforços desaceleraram a queda da taxa de natalidade do país, as estatísticas sugerem o contrário. Espera-se que população, de 141 milhões de habitantes, diminua quase meio ponto percentual em 2008, uma perda de quase 667 mil pessoas.

Safina disse que o feriado também tem a intenção de encorajar as pessoas a terem filhos mais cedo. Esperar até depois dos 30 anos para ter filhos pode ser ruim para a saúde da criança, disse. Ela afirmou que não está noiva, mas pretende se casar com seu namorado de longa data no próximo verão. Eloise De Vylder

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host