UOL Notícias Internacional
 

23/08/2008

O grande dinheiro mantém assento nas convenções dos partidos americanos

The New York Times
Leslie Wayne e Michael Luo
Quando o senador Barack Obama fizer seu discurso de aceitação diante de 70 mil pessoas no estádio Invesco Field, na quinta-feira em Denver, a maioria de seus simpatizantes estará sentada ao ar livre noturno. Mas um grupo de lobistas e executivos de corporações estará assistindo o evento de camarotes luxuosos, com comida sendo servida e bar aberto, a um preço de até US$ 1 milhão.

E os maiores arrecadadores de fundos e doadores para Obama estarão hospedados no Ritz-Carlton, com sua roupa de cama de 400 fios, quadra interna de basquete, piscina e um spa de 625 metros quadrados. Eles serão tratados com uma série de coquetéis e recepções em sua homenagem, incluindo um na noite de segunda-feira com Howard Dean, o presidente do partido, no Denver Performing Arts Center, uma recepção com o candidato à vice-presidência na noite de quarta-feira no Pepsi Center e uma celebração com Obama após seu discurso de aceitação da indicação, em um lounge no Invesco Field.

A retribuição aos doadores de altas somas nas convenções representa algo discordante para Obama, assim como para o senador John McCain, já que ambos criticaram fortemente a influência do dinheiro na política. Enquanto Obama atacava aqueles que "transformaram nosso governo em um jogo no qual apenas eles têm dinheiro para jogar", o dinheiro corporativo e de outros interesses especiais será predominante como sempre na convenção democrata deste ano.

Até mesmo a importante legislação federal de ética aprovada no ano passado, para refrear os presentes que os membros do Congresso podem receber, mal arranhará os festejos ininterruptos que ocorrerão ao longo da convenção democrata da próxima semana, assim como em Minneapolis-Saint Paul, onde a convenção republicana ocorrerá uma semana depois. Brechas criativas surgiram para contornar muitas das restrições mais duras, com os organizadores do partido evitando uma proibição à realização de eventos em homenagem a um único congressista ao realizar festas em homenagem a vários ao mesmo tempo.

De fato, milhões de dólares estão sendo gastos em entretenimento e banquetes para membros específicos do Congresso, incluindo o deputado Rahm Emanuel de Illinois, o líder da bancada democrata na Câmara, e o senador Richard J. Durbin, também de Illinois. Apenas em Denver, o comitê organizador estima que haverá 1.200 festas durante os quatro dias da convenção.

Corporações, sindicatos e empresas de lobby, juntamente com indivíduos endinheirados, já doaram US$ 112 milhões aos comitês organizadores de Denver e Minneapolis-Saint Paul para ajudar a pagar pelas convenções. Diferente das doações de campanha, que possuem um teto na faixa de milhares de dólares, as doações para as convenções políticas podem chegar -e chegam- a números de sete dígitos.

Uma das decisões mais ousadas de Obama antes da convenção de seu partido foi mudar o local de seu discurso de aceitação, de uma área fechada, o Pepsi Center, para um estádio descoberto, o Invesco Field. A mudança visava simbolizar um novo espírito de abertura e permitir que a base de Obama, e não apenas os membros do partido, participasse do evento.

Mas além dos camarotes do Invesco -que são reservados aos grandes doadores para o Partido Democrata, para a campanha de Obama e para o comitê organizador de Denver- outras cadeiras especiais serão leiloadas pela campanha de Obama para os doadores. Por uma doação de US$ 1 mil ao Fundo para a Vitória de Obama no Colorado, os doadores receberão uma cadeira de "clube", com fácil acesso aos restaurantes, bares e lounges, juntamente com um convite para uma recepção pós-discurso.

Além disso, membros do Comitê Financeiro Nacional de Obama, que atingiram sua meta de arrecadar pelo menos US$ 250 mil para a campanha, tiveram garantidas cadeiras especiais e passes para a própria convenção, mesmo não sendo delegados.

No lado republicano, McCain, em uma entrevista na última quarta-feira para o "Politico", o site e jornal, prosseguiu em seu ataque aos lobistas, os chamando de "aves de rapina" que buscam "sua parte nos espólios". Ele também prometeu executar a proibição ao lobby para membros de seu governo.

Mas grandes doadores de McCain e do Comitê Nacional Republicano, muitos deles lobistas, estão recebendo um Pacote de Platina especial, que fornece quartos no Grand Hotel ou no Westin em Minneapolis, jantares especiais e recepções, assim como uma festa na noite de quinta-feira com apresentação do humorista Dennis Miller. O grupo, chamado de Amigos e Parentes de McCain, tem sua agenda própria de eventos, parte do que as campanhas chamam de "manutenção de doadores".

Camarotes no Xcel Energy Center em Saint Paul são oferecidos pelos comitês do Partido Republicano e pelo comitê organizador, disse Teresa McFarland, diretora de comunicações do comitê organizador de Minneapolis-Saint Paul, com as corporações que doaram ao comitê organizador US$ 1 milhão -uma doação do nível platina- já garantindo um camarote.

Dirk Van Dongen, presidente da Associação Nacional dos Distribuidores Atacadistas, que arrecadou mais de US$ 500 mil para a campanha de McCain, disse que não viu nenhuma contenção no entretenimento.

Por motivos pessoais, Van Dongen não irá à convenção neste ano, como fez no passado. Mas a julgar pela quantidade de convites que está recebendo, ele disse, "meu palpite é que no final do dia, se eu fosse, eu teria um cartão de dança tão cheio quanto normalmente estaria".

Credenciais são distribuídas para os principais arrecadadores de Obama a cada manhã, com o grau de acesso e número de credenciais disponíveis dependendo de quanto arrecadaram. Lounges especiais estarão disponíveis no Pepsi Center para os grandes doadores. Alguns receberão passes especiais que permitirão que se misturem com os políticos nos bastidores. Os membros do comitê financeiro nacional também tiveram garantidos assentos especiais no Invesco Field para o discurso de Obama.

No Invesco Field, os camarotes estão sendo divididos entre o comitê organizador de Denver, o Partido Democrata e a campanha de Obama, com cada entidade decidindo quem os ocupará.

Jennifer Backus, uma porta-voz da campanha de Obama, disse que este distribuirá seus camarotes entre "funcionários da campanha, simpatizantes, parentes e amigos". Entre aqueles que receberão camarotes estão a Quest, Comcast, Xcel Energy e Tom Golisano, o republicano de Nova York que recentemente doou US$ 1 milhão para o comitê organizador de Denver.

Nos camarotes do Invesco são servidos alimentos, há um bar aberto e grandes telas de televisão. Aquelas com acesso também ficam livres das filas de segurança gerais, já que há uma entrada separada com elevador privado para levá-los aos camarotes.

Em um exemplo de como as corporações estão contornando as regras de ética para limitar eventos em homenagem a legisladores, a AT&T e a Genworth estão entre as patrocinadoras do Blue Night in Denver, um evento no domingo em homenagem à coalizão Blue Dog, um grupo de deputados democratas conservadores em assuntos financeiros. As corporações e outros doadores estão sendo solicitados a comprarem "pacotes de patrocínio" para eventos, custando de US$ 25 mil a US$ 50 mil, e em homenagem à Coalizão Novos Democratas, um grupo de democratas moderados.

Os doadores para o evento Novos Democratas receberão ingressos VIP e acesso à área exclusiva cheia de confortos, para uma festa na Union State, um jogo de beisebol dos Rockies no Coors Field e um brunch com jazz em "uma residência incrivelmente privada" em Denver, segundo o convite.

A Visa e o US Bank também estão patrocinando uma recepção em homenagem aos congressistas em primeiro mandato.

Craig Holman, um lobista do Public Citizen, um grupo de monitoramento, deseja envergonhar os membros da Câmara para não participarem destes eventos, mesmo que estejam tecnicamente autorizados segundo a orientação do comitê de ética da Câmara.

"Eles cumpriram seu dever ao aprovarem estas regras de ética no ano passado", disse Holman. "Eles fizeram um trabalho fenomenal ao aprovar uma das leis de ética mais fenomenais que já tivemos. E não quero que eles as pisoteiem."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h40

    -0,07
    3,134
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h45

    -0,83
    75.344,81
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host