UOL Notícias Internacional
 

16/10/2008

Substâncias tóxicas são encontradas em carro de advogada de direitos humanos russa

The New York Times
Michael Schwirtz e Alan Cowell
Em Moscou
A polícia francesa abriu um inquérito para averiguar a descoberta de mercúrio tóxico no carro de uma proeminente advogada de direitos humanos russa, Karinna Moskalenko, que ficou doente dias antes da audiência em Moscou sobre o assassinato de uma de suas clientes mais famosas, Anna Politkovskaya.

O metal foi encontrado na cidade de Estrasburgo, no Leste da França, onde Moskalenko passa grande parte de seu tempo defendendo casos na Corte Européia de Direitos Humanos, de acordo com a estação de rádio russa Ekho Moskvy.

O caso fez lembrar eventos ocorridos há quase dois anos, quando Alexander Litvinenko, ex-oficial da KGB e crítico do presidente Vladimir Putin, morreu após ingerir uma toxina altamente radioativa, polônio-210. A Scotland Yard disse que ele foi assassinado.

Semanas antes do envenenamento de Litvinenko, Politkovskaya, que tinha escrito matérias sobre alegações de abuso nas guerras russas na Tchetchênia, foi morta a tiros em seu apartamento em Moscou. Na quarta-feira, as audiências pré-julgamento do assassinato começaram atrás de portas fechadas em um tribunal militar em Moscou, mas Moskalenko não estava presente.

A polícia francesa disse que uma investigação oficial tinha sido aberta após o mercúrio ter sido encontrado em seu carro em Estrasburgo. O mercúrio pode danificar os órgãos humanos, além dos sistemas nervoso e imunológico.

"As pessoas não colocam mercúrio no teu carro para fazer bem a tua saúde", disse Moskalenko ao Ekho Moskvy.

Em Nova York, o Comitê para Proteção de Jornalistas disse que estava "profundamente preocupado" com o bem estar da advogada, citando reportagens que diziam que Moskalenko "tinha sido alvo de um aparente envenenamento em Estrasburgo" e "vinha se sentindo fraca há dias".

O incidente foi o primeiro do tipo desde que as mortes no final de 2006 foram atribuídas por críticos de Putin a um padrão de ações patrocinadas pelo Kremlin contra seus inimigos. Putin negou envolvimento nos dois casos.

Moskalenko está entre as mais conhecidas advogadas de direitos humanos russas. Além de representar a família de Politkovskaya, ela representou Mikhail Khodorkovsky, magnata do petróleo preso e tchetchenos reclamando de abusos à Corte Européia de Direitos Humanos em Estrasburgo. De acordo com o Comitê para a Proteção de Jornalistas, os clientes de Moskalenko incluíam Gary Kasparov, ex-campeão de xadrez que se tornou político da oposição na Rússia, e Litvinenko, ex-agente da KGB.

A polícia em Estrasburgo disse que o marido de Moskalenko, que é químico, tinha encontrado "10 bolotas de metal líquido" no carro da família no domingo, no chão do motorista e do passageiro, segundo o jornal "Le Fígaro", citando fonte não identificada que conhece o inquérito policial. Análises toxicológicas identificaram a substância como mercúrio.

"De qualquer forma, parece que a quantidade do metal não foi suficiente para causar problemas de saúde severos", disse a fonte ao jornal.

Na terça-feira, Moskalenko reclamou de cefaléia e vômito. Médicos examinaram a advogada e sua família no mesmo dia. Um policial disse que a presença de mercúrio poderia ter sido resultado de um acidente pouco antes da família comprar o carro, em agosto.

Entretanto, Anna Stavitskaya, outra advogada que representa a família de Politkovskaya, disse que o mercúrio poderia ter sido parte de uma tentativa de intimidar Moskalenko.

No julgamento em Moscou, dois irmãos tchetchenos, Dzhabrail e Ibragim Makhmudov, foram acusados de conduzir vigilância de Politkovskaya. Um ex-policial, Sergei Khadzhikurbanov, é acusado de fornecer ajuda técnica. Os três negam as acusações.

Os defensores de Politkovskaya argumentam que um terceiro tchetcheno, suspeito de atirar contra ela, está foragido. Deborah Weinberg

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h49

    -0,60
    3,126
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h51

    0,09
    75.669,11
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host