UOL Notícias Internacional
 

02/11/2008

Obama lidera por 5 pontos percentuais no Colorado, mostra pesquisa

The New York Times
Por Karen E. Crummy e Michael Riley
Denver, EUA - O democrata Barack Obama consolidou sua base e angariou o apoio da maioria de eleitores sem filiação no Colorado, conseguindo cinco pontos percentuais de vantagem sobre o republicano John McCain, de acordo com uma nova pesquisa do Denver Post.

Com apenas 72 horas par ao fim da campanha presidencial, os resultados - além de outras pesquisas estaduais que mostraram McCain atrás de Obama - indicam que o senador do Arizona enfrentará grandes dificuldades para vencer no Colorado.

De modo geral, Obama está na liderança com 49%, contra 44% de McCain.
Os eleitores sem filiação do Colorado, grupo importante que soma um terço do eleitorado, apoiam Obama com 57% contra 32%. Entretanto, 4% dos entrevistados ainda estão indecisos.

Numa pesquisa do Denver Post realizada há um mês, os dois candidatos estavam empatados, com 8% de votos indecisos. Desde então, Obama aumentou sua liderança em relação a McCain entre os homens, mulheres, independentes e eleitores acima dos 35 anos.

Brad Coker, pesquisador da Mason-Dixon Polling & Research, que conduziu a pesquisa para o The Post, disse que o número de indecisos no Colorado é menor do que em outros Estados ainda indefinidos. Apesar de esses eleitores poderem ter um impacto, especialmente se todos eles lançarem seu peso a favor de McCain, Obama ainda tem a liderança.

"Obama parece estar em boa forma. Mesmo que todos os indecisos votem para McCain, Obama ainda conseguiria se manter", diz Coker.

O porta-voz de McCain, Tom Kise, disse que nos dias finais de campanha as pesquisas apontam "em todas as direções".

"A única pesquisa que importa é a do Dia da Eleição", disse. "Nas últimas 96 horas... estamos totalmente confiantes de que vamos fazer nossos eleitores aparecerem e o Colorado será um Estado vermelho [republicano] no Dia da Eleição."

Nos últimos 44 anos, o Estado votou apenas uma vez para um candidato democrata para a presidência: Bill Clinton, em 1992. Então, mesmo com vantagem, a campanha de Obama não considera que o Estado esteja garantido. O senador de Illinois participou de um comício de campanha em Pueblo, no sábado.

O gerente de campanha de Obama, David Plouffe, acredita que os eleitores independentes do Colorado continuarão a "apoiar decisivamente" Obama.

No Colorado e em todo o país, Plouffe contestou a idéia de que os eleitores indecisos votarão em massa para McCain.

"Rejeitamos a idéia de que 90% dos indecisos votarão para McCain", disse Plouffe numa coletiva na sexta-feira. "Alguns Estados ficarão empatados, alguns votarão mais para ele, e outros mais para nós".

Os eleitores do Colorado, como os do restante do país, enfatizaram que a economia é o principal problema nacional que o país enfrenta, e Obama supera McCain por pouco na questão de quem é mais apto para lidar com os problemas econômicos.

Ele também está à frente de McCain nos assuntos de terras públicas e meio ambiente, desenvolvimento de recursos energéticos e melhora no sistema de saúde. McCain lidera na imigração, segurança nacional, corte de impostos e administração da guerra no Iraque.

Os eleitores independentes também se posicionaram fortemente em relação à campanha do candidato democrata ao Senado Mark Udall, dando a ele uma liderança pequena porém sólida na corrida pela vaga no Senado do Colorado, revelou a pesquisa.

A pesquisa indicou que ambos os candidatos recebem forte apoio dos eleitores de seus próprios partidos, com Udall desfrutando de uma liderança de 19 pontos entre os independentes.

De modo geral, Udall está na frente do republicano Bob Schaffer, com 47% contra 43%, uma queda pequena em relação aos cinco pontos de liderança que ele mostrou na pesquisa do Denver Post no mês passado, e que mostra uma liderança significativamente menor para Udall em relação a outras pesquisas recentes.

14% dos eleitores continuam indecisos quanto à disputa para o Senado.

A pesquisa com 625 eleitores em potencial foi conduzida entre terça e quarta-feira. Outros 200 eleitores sem filiação também foram entrevistados e suas respostas estão refletidas na pesquisa, que tem uma margem de erro de mais ou menos 4 pontos percentuais. Tradução: Eloise De Vylder

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host