UOL Notícias Internacional
 

19/05/2009

Parque temático sexual chinês é fechado mesmo antes da inauguração

The New York Times
Edward Wong
Em Pequim (China)
O sexo na China tem uma longa e variada história, como demonstram os relatos de sexo carnal em "A Ameixa no Vaso de Ouro", um clássico da era Ming, e relatos mais recentes sobre o apetite insaciável de Mao Tsé-Tung.

Mas uma tentativa de abrir o primeiro parque temático sexual na China foi esmagada pelas autoridades locais no fim de semana, bem antes de sua construção terminar.

As autoridades da grande cidade de Chongqing, onde estava sendo construída a Love Land, recentemente se irritaram com a natureza arriscada do parque e ordenaram sua destruição, segundo uma reportagem publicada no domingo no jornal estatal "Chongqing Evening News".

Publicações iradas na internet proliferavam, e o "China Daily", jornal oficial em inglês, publicou um artigo sobre o parque na sexta-feira.

Fotos na internet mostraram trabalhadores no sábado derrubando um par de pernas e quadris de plástico branco que pareciam ser a parte inferior de uma boneca gigante que dominaria a entrada do parque. A boneca usava um "fio-dental" vermelho.

O gerente do parque, Lu Xiaoqing, pretendia exibir esculturas de nus humanos, modelos gigantes de órgãos genitais, oferecer "oficinas" de técnicas sexuais e uma exposição de fotos sobre a história do sexo, segundo o "China Daily". As mostras incluiriam aulas de sexo seguro e o uso adequado de preservativos.

Lu disse ao jornal que o parque estava sendo construído "para o bem do público". Love Land seria útil para a educação sexual, ele disse, e ajudaria os adultos a "desfrutar uma vida sexual harmoniosa". Ele acrescentou: "O sexo é tabu na China, mas as pessoas realmente precisam ter mais acesso à informação sobre ele."

Lu estava construindo o parque em uma área de lazer de Chongqing perto do rio Yangtze. Uma cidade pujante construída sobre colinas dos dois lados do rio, ela já serviu como capital do governo do Kuomintang durante a guerra. Como outras cidades de rápido crescimento na China, tem uma reputação de padrões morais frouxos.

As autoridades não foram encontradas para comentar na segunda-feira à tarde.

Os chineses abordam o sexo com uma atitude que parece alternadamente mais pudica e mais aberta que a dos ocidentais.

O governo chinês, por exemplo, censura regularmente os filmes e outras obras de arte que são consideradas abertamente sexuais ("Ameixa no Vaso de Ouro" foi proibida por decreto imperial). Os pais raramente falam sobre sexo com seus filhos.

Por outro lado, a prostituição, embora oficialmente ilegal, é praticada abertamente, com "casas de massagem" e "salões de cabeleireiro" por toda parte. As autoridades e empresários muitas vezes frequentam esses estabelecimentos ou mantêm amantes, um fato conhecido pela maioria dos chineses.

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,22
    3,148
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    0,64
    65.099,56
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host