UOL Notícias Internacional
 

24/09/2009

Censo americano usa telenovela para chegar aos latinos

The New York Times
Brian Stelter
Em Miami (EUA)
Perla Beltran, uma mulher jovem do lado pobre de Nova York, sofreu muito ultimamente: seu marido, um ladrão, foi assassinado e ela sempre esteve ligada a pessoas do submundo. Mas ela acha que encontrou uma forma de mudar de vida: como recenseadora para o Census Bureau, o órgão federal de estatísticas americano.

Beltran, uma personagem na popular novela em espanhol "Mas Sabe el Diablo" (O diabo sabe mais), representa apenas um elemento no esforço de um ano do governo para conquistar a confiança dos latinos, um grupo étnico que historicamente desconfia do processo de recenseamento decenal.
  • Frank Franklin II/AP

    O governo estima que 46,9 milhões de latinos viviam nos Estados Unidos no ano passado


Além das propagandas e anúncios de utilidade pública típicos, o Census Bureau está ajudando a compor uma trama notável envolvendo a personagem de Perla Beltran na telenovela, em meio às histórias habituais do gênero de escândalos sexuais, doenças escondidas e vilões implausíveis. Esta pode ser a primeira trama em uma novela a contar com a bênção do governo americano.

"É o veículo perfeito para inserção de produto", disse Patricia Gaitan, uma consultora de comunicações do birô, enquanto assistia a gravação realizada aqui, na semana passada. Ele deu rapidamente um novo nome à técnica: "inserção de pessoa".

A coordenação entre o Census Bureau e os produtores de "Diablo" da rede Telemundo também parece para algumas pessoas uma intrusão incomum por parte do governo. Apesar de um representante do birô ter se reunido com o roteirista de "Diablo" e fornecido material para a produção, o presidente da emissora, Don Browne, disse que ela manteve "independência criativa total".

Muitos americanos não estão familiarizados com novelas como "Diablo" e a maioria dos esforços para oferecê-las para o público de língua inglesa fracassaram. Mas entre os espectadores de língua espanhola, as novelas exibidas cinco vezes por semana são enormemente populares, o que as torna um veículo importante de encorajar os latinos a serem contados no próximo ano.

"Nós estamos evangelizando", disse Browne a Gaitan e outros visitantes entre as gravações no set na semana passada. "Esperamos que a mensagem seja transmitida sem parecer ostensiva demais."

A mensagem é a mesma que os representantes do Census Bureau estão sempre tentando enfatizar: não tenha medo de ser contado.

O censo do próximo ano deverá mostrar um aumento substancial na população latina, que já é o grupo étnico que cresce mais rapidamente nos Estados Unidos. O governo estimou em maio que 46,9 milhões de latinos viviam nos Estados Unidos no ano passado, um aumento em comparação aos cerca de 33 milhões durante o último censo, em 2000. Os números do censo são analisados para distribuição das cadeiras nos distritos legislativos e dos cerca de US$ 400 bilhões anuais em recursos federais.

Mas o censo é um assunto delicado para algumas minorias, incluindo os latinos. As barreiras de linguagem e o temor de preencher formulários para o governo limitaram a participação em recenseamentos anteriores.

As autoridades do Census Bureau argumentam que os latinos não foram totalmente contados em 2000 em cerca de 0,7%, ou aproximadamente um quarto de milhão de pessoas. Outros estudos científicos afirmam que até 1,3 milhão de latinos não foram contados.

Com a trama na novela, "nós estamos tentando combater o medo", disse Aurelio Valcarcel, um produtor executivo do Telemundo Studios.

A campanha não é apenas sobre participação cívica. O recenseamento do próximo ano provavelmente significará mais receita publicitária para a Telemundo, uma unidade da NBC Universal, e outras emissoras de língua espanhola com o passar do tempo. O levantamento Nielsen de audiência da televisão por amostragem dos lares está associado diretamente aos resultados do censo.

"É muito bom para nossos negócios", disse Browne em uma entrevista, dado que os números do censo devem contribuir para um crescimento substancial da audiência.

Com os debates em andamento a respeito da imigração, algumas pessoas temem dar seu nome, endereço e informação sobre seu lar para o governo. "Em alguns casos, elas estão tentando se esconder do governo", disse Stacy Gimbel, uma porta-voz do birô que assistiu à gravação. "Nós estamos tentando convencê-las de que sua informação está segura."

No próximo ano, pela primeira vez para o birô, cerca de 13 milhões de lares receberão questionários do censo em inglês e espanhol. Mas outras questões se somam ao desafio do birô de tentar realizar uma contagem abrangente.

Alguns defensores alertam que a recessão forçou mais famílias a dividirem uma mesma residência, às vezes violando leis habitacionais e de locação. Essas famílias podem relutar em fornecer informação, disse Arturo Vargas, diretor executivo da Associação Nacional das Autoridades Latinas Eleitas e Nomeadas.

Alguns líderes religiosos latinos estão pedindo às suas congregações para boicotarem o censo, que começará no segundo trimestre do próximo ano, como forma de forçar o Congresso a realizar a reforma da imigração. A maioria dos grupos de defesa latinos é contrária a essa posição.

A Telemundo está se posicionando a favor do censo, apesar de dizer que cobre outros pontos de vista em seus noticiários. Vargas disse que a Telemundo e a Univision, a emissora de língua espanhola líder no país, que está realizando um campanha de utilidade pública própria, estão sendo "boas cidadãs corporativas".

Os produtores da Telemundo começaram a considerar a trama do censo no primeiro semestre, no início da campanha de um ano da emissora para aumentar a participação no recenseamento. No final, uma funcionária do censo trabalhou diretamente com o roteirista de "Diablo".

Em um episódio que será exibido no início de outubro, Beltran está vendendo empanadas na rua quando um funcionário do Census Bureau a aborda. A conversa resultante é uma informação básica sobre o Censo, explicando por que o recenseamento importa.

Logo, Beltran, que é interpretada por Michelle Vargas, se transformará em uma funcionária do censo. No Telemundo Studios na semana passada, Beltran foi mostrada realizando um teste para o emprego no censo. Após entregar o teste, ela faz perguntas sobre o censo, e a pessoa responsável pelo teste lhe diz que a informação coletada é "estritamente confidencial".

Valcarcel disse que novelas anteriores incluíam mensagens sociais a respeito de uso de drogas e violência no trabalho. Trabalhar com uma agência do governo, entretanto, é uma nova estratégia. Ele disse que queria que a informação do censo parecesse o mais orgânico possível. "Não quero que pareça um documentário do Discovery Channel", ele disse.

Gaitan e outros consultores sorriam enquanto assistiam à gravação e viam folhetos e logotipos do censo no cenário. "Está vendo todos aqueles folhetos?" perguntou uma das pessoas do marketing.

"Diablo" chegará ao fim em fevereiro. Apesar da emissora ainda não ter determinado se adicionará tramas do censo a outras telenovelas, Browne disse que outra série contemporânea está sendo preparada e que pode "se prestar a isso".

Para formas mais tradicionais de comunicação, o governo alocou centenas de milhões de dólares para comunicação do censo, que será dedicada em parte às propagandas em língua espanhola.

Apesar de ser difícil atribuir um valor em dólares à inserção de pessoa em "Diablo", ela pode provar ser ainda mais valiosa.

As emissoras de língua espanhola dizem que lutam há anos para alcançar uma paridade na receita publicitária do mercado de mídia mais amplo. Após o censo, argumenta Browne, eles estarão mais próximos dessa meta.

Em uma apresentação de negócios no ano passado para seus chefes na empresa dona da NBC, a General Electric, Browne concluiu dizendo: "Se vocês acham que é um bom negócio agora, esperem até após o censo".

Tradução: George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    0,31
    3,232
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h20

    -0,44
    74.157,38
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host