Exclusivo para assinantes UOL

Na Turquia, onde insultar o presidente é crime, até crianças são processadas

Safak Timur

Em Istambul (Turquia)

  • ADEM ALTAN/AFP

    Erdogan, presidente da Turquia

    Erdogan, presidente da Turquia

Desde agosto de 2014, 1.845 processos criminais foram abertos contra turcos por insultarem seu presidente, Recep Tayyip Erdogan, um crime que pode resultar em pena de até quatro anos de prisão. Entre os processados estão jornalistas, escritores, políticos, um famoso jogador de futebol, até mesmo crianças em idade escolar.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos