Exclusivo para assinantes UOL

Bode expiatório ou espiã? Consultora do Vaticano é alvo em caso de vazamentos

Elisabetta Povoledo

Na Cidade do Vaticano

  • Nadia Shira Cohen/The New York Times

    Francesca Immacolata Chaouqui, acusada de vazar documentos do Vaticano

    Francesca Immacolata Chaouqui, acusada de vazar documentos do Vaticano

Seus acusadores a chamam de conspiradora ambiciosa, até mesmo uma espiã. O juiz principal perguntou em voz alta se ela é "cheia de conversa fiada". Os promotores do Vaticano querem sua prisão por até 15 anos, sob a acusação de ter roubado e vazado segredos de Estado. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos