Vilarejo búlgaro espera que 'Che Guevara' e 'Brigitte Bardot' sejam suas salvações

Rick Lyman

  • Dmitry Kostyukov/The New York Times

    Stefana Gospodinova e sua mula ao lado da femme fatale Brigitte Bardot no mural

    Stefana Gospodinova e sua mula ao lado da femme fatale Brigitte Bardot no mural

"É uma associação natural", diz Stefana Gospodinova, uma moradora de 64 anos do remoto vilarejo búlgaro de Staro Zhelezare, sobre si mesma e Brigitte Bardot, a femme fatale francesa. "Sou confundida com ela o tempo todo."

As duas podem não exatamente se parecer, mas elas compartilham um amor pelos animais, o que explica o retrato de Gospodinova e sua mula ao lado de Bardot e seu cavalo em um mural fotorrealista pintado sobre uma parede caiada.

Staro Zhelezare, com sua população de 400 habitantes, é como tantos outros povoados do leste europeu que definham diante de baixos índices de natalidade e do êxodo de jovens adultos para pontos mais prósperos a oeste. Exceto pelos murais, que dois artistas poloneses, Ventzislav e Katarzyna Piriankov, começaram a pintar alguns anos atrás na esperança de dar início a um renascimento à cidade.

Piriankov disse que a ideia "era usar o vilarejo como nossa tela e transformá-lo em uma obra de arte". Um grupo rotativo de estudantes estão em Staro Zhelezare esta semana para o segundo verão consecutivo construindo aquilo que os artistas chamam de "Vilarejo das Personalidades". Este verão, eles pretendem pintar murais de Gandhi, Lincoln e Cleópatra.

Já existe um mural com um Che Guevara, retratado juntamente com Yordan Arabadhiev, 68, que acredita ter um espírito revolucionário similar correndo em suas veias porque sua família era de militantes que resistiram contra os nazistas na Segunda Guerra Mundial.

"Preferia conhecer Che a qualquer rei ou rainha vivos", disse Arabadzhiev.

Por outro lado, Yanko Mitev, que passa seus dias perambulando pelo vilarejo, não reconheceu os rostos pintados ao seu lado no mural. São os do patriarca Kirill, da Igreja Ortodoxa Russa; do xeque Mohammed bin Rashid al-Maktoum, de Dubai; de Boris 3º, o antigo tsar da Bulgária; e um judeu ortodoxo genérico de chapéu preto e peiots.

Seus companheiros de mural eram bons, disse depois Mitev, porque ele sonha com um mundo onde "as pessoas possam viver em paz e se entender".

Tradutor: UOL

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos