Exclusivo para assinantes UOL

'Eles vão nos matar': Tradutores afegãos imploram por visto americano atrasado

Emmarie Huetteman*

Em Washington (EUA)

  • Andrew Quilty/The New York Times

    7.ago.2016 - Mohammad Nasim Hashimyar, que trabalhou como tradutor para as forças armadas dos EUA e hoje, vivendo em Cabul, tenta receber o visto que foi prometido

    7.ago.2016 - Mohammad Nasim Hashimyar, que trabalhou como tradutor para as forças armadas dos EUA e hoje, vivendo em Cabul, tenta receber o visto que foi prometido

Zar Mohammad Stanikzai lembra da promessa que lhe fizeram quando se tornou um tradutor para as forças armadas americanas em 2012: ajude-nos e o manteremos em segurança. Quatro anos depois, seu medo de represálias pelo Taleban o transformaram em um prisioneiro em seu lar afegão, ele disse, e ele ainda aguarda pelos americanos honrarem seu compromisso. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos