Exclusivo para assinantes UOL

Oposição colombiana ao acordo de paz é alimentada pela reação contra direitos dos gays

Nicholas Casey

  • Luis Acosta/AFP

    26.set.2016 - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e o líder das Farc, Timoleón Jiménez, ou Timochenko, apertam as mãos após assinatura do acordo de paz em Cartagena, na Colômbia

    26.set.2016 - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e o líder das Farc, Timoleón Jiménez, ou Timochenko, apertam as mãos após assinatura do acordo de paz em Cartagena, na Colômbia

Para os muitos oponentes do presidente, nunca se tratou apenas de descarrilar o acordo de paz.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos