PUBLICIDADE
Topo

Na Rússia, onde o álcool mata e a vida é sombria

Zoya Mukhamadeyeva chora enquanto segura foto de seu filho, Renat, em Irkutsk, na Rússia - James Hill/The New York Times
Zoya Mukhamadeyeva chora enquanto segura foto de seu filho, Renat, em Irkutsk, na Rússia Imagem: James Hill/The New York Times
Exclusivo para assinantes UOL

Neil MacFarquhar

Em Irkutsk (Rússia)

27/02/2017 00h01

A faxineira sobrecarregada percebeu que seu filho adulto não estava dormindo após sua ressaca habitual na cidade siberiana de Irkutsk, mas sim que, para seu horror, ele tinha ficado cego.

Mesmo com a deterioração...