Exclusivo para assinantes UOL

500 anos após serem expulsos, judeus da Sicília reivindicam sua história

Elisabetta Povoledo

Em Palermo (Sicília)

  • GIANNI CIPRIANO/NYT

    Placa de rua com escritos em árabe e hebreu, colocada na parede para sinalizar que a área uma vez foi ocupada por uma grande sinagoga

    Placa de rua com escritos em árabe e hebreu, colocada na parede para sinalizar que a área uma vez foi ocupada por uma grande sinagoga

Os judeus da Sicília foram banidos dessa ilha em 1492, vítimas de um decreto espanhol que forçou milhares de pessoas a irem embora e outras a se converterem ao catolicismo romano.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos