Exclusivo para assinantes UOL

Assassinato de funcionário dos democratas alimenta teorias da conspiração

Jonah Engel Bromwich

  • Reprodução/ Youtube

    Imagem de Seth Rich de um vídeo publicado no Youtube

    Imagem de Seth Rich de um vídeo publicado no Youtube

O assassinato de um funcionário do Comitê Nacional Democrata em julho do ano passado voltou a receber atenção de veículos da mídia de direita esta semana, quando um investigador particular e antigo colaborador da Fox News disse que havia "indícios tangíveis" de que o funcionário, Seth Rich, havia contatado o WikiLeaks antes de sua morte.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos