Exclusivo para assinantes UOL

Por que a ciberguerra dos EUA funcionou contra o Irã, mas falhou contra o EI?

David E. Sanger e Eric Schmitt

Em Washington (EUA)

  • Getty Images/iStockphoto

As fileiras de ciberguerreiros secretos dos EUA, em rápido crescimento, explodiram nos últimos anos centrífugas nucleares no Irã e usaram códigos de computador e guerra eletrônica para sabotar os lançamentos de mísseis da Coreia do Norte, com resultados mistos.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos