Exclusivo para assinantes UOL

Agentes defendem que tecnologia é mais eficaz do que muro na fronteira dos EUA

Ron Nixon

Em Roma, Texas (EUA)

  • WILLIAM WIDMER/NYT

    Jonathan Hoyt, agente que patrulha a fronteira, monitora de dentro de sua cabine áreas de até 5 km de distância

    Jonathan Hoyt, agente que patrulha a fronteira, monitora de dentro de sua cabine áreas de até 5 km de distância

De uma cabana compacta e portátil nos arredores desta cidade de fronteira, Jonathan Hoyt tem um amplo campo de visão. Seu computador está ligado a câmeras e equipamento de vigilância que lhe permitem ver as balsas de borracha no lado mexicano do Rio Grande, a quase 5 km de distância, apenas movendo um minúsculo joystick.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos