Exclusivo para assinantes UOL

Análise: Trump pode levar crédito pela derrota militar do Estado Islâmico?

Linda Qiu

Em Washington (EUA)

  • DELIL SOULEIMAN/AFP

    Apoiadores e soldados das Unidades de Proteção do Povo Curdo da Síria (YPG) dirigem na rua com bandeiras de Qamishli para celebrar o anúncio das Forças Democráticas da Síria (SDF) que disse ter tomado o controle total de Raqqa do Estado islâmico

    Apoiadores e soldados das Unidades de Proteção do Povo Curdo da Síria (YPG) dirigem na rua com bandeiras de Qamishli para celebrar o anúncio das Forças Democráticas da Síria (SDF) que disse ter tomado o controle total de Raqqa do Estado islâmico

Quando o presidente Donald Trump assumiu o cargo, em janeiro, o Estado Islâmico (EI) controlava cerca de 60 mil km2 de território no Iraque e na Síria.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos