Exclusivo para assinantes UOL

Fluxo de combatentes do EI voltando para casa é pequeno, mas preocupa autoridades mundiais

Eric Schmitt

Em Haia (Holanda)

  • IVOR PRICKETT/NYT

    Homens suspeitos de serem ex-combatentes do EI são vistoriados em centro de segurança em Kirkuk, no Iraque

    Homens suspeitos de serem ex-combatentes do EI são vistoriados em centro de segurança em Kirkuk, no Iraque

Há um ano, autoridades de contraterrorismo dos Estados Unidos e de outros países ocidentais temiam que um grande número de combatentes do Estado Islâmico retornariam para casa na Europa e no Norte da áfrica para promover o caos, após serem expulsos de seus redutos em Mosul, Iraque e Raqqa, Síria.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos