PUBLICIDADE
Topo

Feminismo ganha força na cidade onde nasceu o Boko Haram

Aluna participa de uma discussão durante uma aula de ética de gênero na Universidade de Maiduguri, na Nigéria - ADAM FERGUSON/NYT
Aluna participa de uma discussão durante uma aula de ética de gênero na Universidade de Maiduguri, na Nigéria Imagem: ADAM FERGUSON/NYT
Exclusivo para assinantes UOL

Dionne Searcey

Em Maiduguri (Nigéria)

27/12/2017 00h02

O Boko Haram sequestra jovens mulheres e meninas, transforma-as em escravas sexuais e as entrega a seus combatentes como prêmios. Ele as recruta à força, amarrando explosivos a seus corpos e ordenando que elas se detonem na entrada...