Exclusivo para assinantes UOL

Pedófilos afegãos têm passe livre de militares americanos, segundo relatório

Rod Nordland

  • Kirsten Luce/The New York Times

    O cabo Gregory Buckley Jr., um fuzileiro-naval dos EUA, foi morto em um posto de controle onde estava estacionado com um famoso comandante afegão que tinha um séquito de jovens escravos sexuais

    O cabo Gregory Buckley Jr., um fuzileiro-naval dos EUA, foi morto em um posto de controle onde estava estacionado com um famoso comandante afegão que tinha um séquito de jovens escravos sexuais

Em 5.753 ocasiões, entre 2010 e 2016, militares dos EUA relataram acusações de “flagrantes abusos aos direitos humanos” cometidos por militares afegãos, inclusive muitos exemplos de abusos sexuais contra crianças. Se for verdade, a lei americana exige que a ajuda militar à unidade infratora seja cortada.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos