Exclusivo para assinantes UOL

Insistência do Facebook no reconhecimento facial provoca preocupações com a privacidade

Natasha Singer

  • Divulgação

Quando o Facebook lançou ferramentas de reconhecimento facial na União Europeia neste ano, a empresa promoveu a tecnologia como sendo uma forma de ajudar as pessoas a protegerem suas identidades online.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos