PUBLICIDADE
Topo

Estudantes brancos viram novidade nas escolas públicas de Hong Kong

Vicente e Florencia Runciman, gêmeos de 6 anos de idade, fazem parte de um grupo crescente de estudantes não asiáticos que frequentam escolas públicas  em Hong Kong - Lam Yik Fei/The New York Times
Vicente e Florencia Runciman, gêmeos de 6 anos de idade, fazem parte de um grupo crescente de estudantes não asiáticos que frequentam escolas públicas em Hong Kong Imagem: Lam Yik Fei/The New York Times
Exclusivo para assinantes UOL

Angie Chan

Em Hong Kong (China)

27/08/2018 00h01

Por gerações, as escolas internacionais de prestígio de Hong Kong educavam exclusivamente os filhos dos ricos estrangeiros ocidentais. Hoje, as vagas nessas escolas são cada vez mais disputadas e o preço das matr&iacu...