Supostos terroristas receberam treinamento de vôo na Flórida

Chris Grier

Venice, EUA -- Dois homens suspeitos de ter pilotado um dos aviões de carreira que colidiu com as torres do World Trade Center receberam treinamento de vôo no aeroporto de Venice e dividiram um quarto na casa de um funcionário da companhia em que receberam treinamento aéreo.

Agentes do FBI visitaram um ex-funcionário da Huffman Aviation Inc., chamado Charles A. Voss, em sua casa na Pompano Road, às 7h15 da manhã de quarta-feira (12/09), após terem descoberto que Mohamed Atta havia registrado este endereço ao comprar um Pontiac Grand Prix 1989 de cor vermelha.

Voss disse que o FBI informou a ele que o carro havia sido apreendido no Aeroporto Internacional Logan, em Boston. O registro das carteiras de motoristas na Flórida confirma que Atta utilizou o endereço de Voss para registrar o veículo.

"É uma coisa horrível e repugnante", afirmou Voss. "Como todas as outras pessoas, eu fiquei grudado diante da televisão ontem. E hoje cedo o FBI telefona para a minha casa. É horrível demais imaginar que uma pessoa deste calibre tenha permanecido debaixo do meu teto".

Voss afirmou que Atta e um outro homem proveniente do Oriente Médio - a quem ele conheceu apenas por "Marwan" - vieram para a escola de vôo Huffman em julho.

Geralmente, diise Voss, os estudantes estrangeiros que chegam à cidade para os cursos da escola de aviação da Huffman definem de antemão sua estadia.

Não foi o caso destes dois homens, afirma Voss, que acabou permitindo que os terroristas permanecessem uma semana nos quartos desocupados de sua casa, antes de encontrarem estadia definitiva.

Voss afirmou que acredita que os homens freqüentaram a escola da Huffman por um período de quatro a seis semanas. Dois agentes do FBI ligaram para ele às 7h da manhã para conversar sobre o World Trade Center.

Eles não especificaram o motivo da visita até sua chegada, às 7h15. A Huffman, diz ele, oferece treinamentos para aeronaves simples e bimotores, e não para aviões como aqueles utilizados no ataque de terça-feira. Porém o treinamento, segundo Voss, é o mesmo.

"É mais ou menos assim: você dirige um carro, mas não pode dirigir um caminhão. Mas se você pegar um, tenho certeza que você irá descobrir como manejá-lo. Alto é alto e baixo é baixo, não importa em que aeronave você esteja voando. Os princípios são os mesmos".

Tradução: André Medina Carone The Herald-Tribune

UOL Cursos Online

Todos os cursos