Oscars para "super-nerds" são entregues em Beverly Hills

Evan Henerson
Los Angeles Daily News

As estátuas douradas serão entregues em 29 de fevereiro. Mas, o Dia dos Namorados é a data escolhida pela indústria cinematográfica para premiar com o Oscar aqueles que se autodescrevem como "super-nerds".

Os Prêmios por Realizações Científicas e Técnicas da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, entregues no sábado à noite, são um reconhecimento ao trabalho daqueles que criam dispositivos, métodos e invenções que ajudam fazer a mágica do cinema.

Entre os ganhadores de sábado à noite estavam a companhia Eastman Kodak, pela criação de um processo que controla a eletricidade estática acumulada nos filmes durante o processamento; os profissionais da Digidesign que criaram uma estação de trabalho para áudio digital; e Stephen Regelous, o homem cuja tecnologia de software "Massive" possibilitou que todas aquelas legiões de orcs se engajassem em batalhas tão convincentes na trilogia "O Senhor dos Anéis", de Peter Jackson.

"Sou uma super-nerd", brincou Jennifer Garner ("Alias"), a mais badalada apresentadora da noite, que se formou em química antes de se tornar atriz. "Não dá para saber quantas coisas eu teria explodido a essa altura".

Atualmente no seu 73º ano, a cerimônia de entrega dos prêmios de ciência e tecnologia ocorre tradicionalmente duas ou três semanas antes da festa principal do Oscar, em uma comemoração de gala.

Os ganhadores - que, tipicamente, são de vários países - já foram selecionados e anunciados, de forma que a cerimônia contém pouco ou nenhum suspense. Ao invés disso, trata-se uma noite na qual os membros das equipes técnicas que realmente atuam por trás dos bastidores têm uma chance de brilhar.

Se não fosse a "pele tecnológica" criada por Christophe Hery, Ken McGaugh e Joe Letteri, por exemplo, criaturas como o elfo Dobby the House (de "Harry Potter e a Câmara Secreta"), as máquinas de "O Exterminador do Futuro 3" e os piratas fantasmas de "Piratas do Caribe - A Maldição do Pérola Negra" ficariam muito longe de transmitir aquela sensação de realismo.

Entre os que receberam reconhecimento especial estão Douglas Greenfield, do Dolby Laboratories, que levou para casa a comanda John A. Bonner; e o microfotógrafo Peter D. Parks, ganhador do Oscar Gordon E. Sawyer.

O evento - que foi transferido temporariamente de Beverly Hills para acomodar as multidões de torcedores que compareceram às festividades dos Jogo All-Star da NBA, também teve momentos de humor. O mais notável foi quando o designer ótico Kish Sadhvani disse estar triste por sua mulher não ter podido comparecer à festividade, tendo, porém, elogiado a sua acompanhante, que, segundo ele, era tão bonita quanto a esposa.

Os premiados no evento foram:
- Digidesign.
- Bill Tondreau, da Kuper Controls.
- Kinoton GmbH.
- Kenneth L. Tingler, Charles C. Anderson, Diane E. Kestner e Brian A. Schell, da Eastman Kodak Company.
- Christopher Alfred, Andrew J. Cannon, Michael C. Carlos, Mark Crabtree, Chuck Grindstaff e John Melanson.
- Stephen Regelous.
- Kish Sadhvani, Paul Duclos e Carl Pernicone.
- Henrik Wann Jensen, Stephen R. Marshcner e Pat Hanrahan.
- Christophe Hery, Ken McGaugh e Joe Letteri.

O Oscar Gordon E. Sawyer foi para Peter Parks, e a comenda John A. Bonner para Douglas Greenfield. Danilo Fonseca

UOL Cursos Online

Todos os cursos