'Chá de cozinha' de produtos eróticos vira moda

Elana Ashanti Jefferson
The Denver Post

A "noite das garotas" está adquirindo um novo significado.

As mulheres do Colorado --sejam universitárias, aposentadas ou de algum ponto intermediário-- estão cada vez mais se divertindo dentro de casa, em festas com produtos sexuais ao estilo reunião de Tupperware, nas quais amigas vendedoras vencem as inibições distribuindo produtos com nomes como Garoto Reluzente, Coelho Docinho e Monarca Mágico.

Especialistas em saúde sexual, assim como as empresas que estão lucrando com estas noites de garotas adultas, dizem que sua enorme popularidade reflete uma evolução em relação à revolução sexual, quando as mulheres simplesmente lutavam pela liberdade de expressar sua sexualidade sem retaliação, para uma abordagem de mentalidade mais aberta à intimidade. Hoje, as mulheres querem controlar o que acontece no quarto, e os casais percebem que relações duradouras nascem de vidas sexuais duradouras.

Nos últimos três anos, o número de mulheres do Colorado trabalhando como vendedoras para a Passion Parties Inc., uma empresa com sede em Las Vegas, saltou de três para 111. Cada uma delas leva cremes, perfumes, gels, brinquedos e lingerie a entre duas e oito reuniões de mulheres por mês. E a empresa Slumber Parties, de Baton Rouge, Louisiana, conta com 180 vendedoras trabalhando no Colorado, com algumas visitando até quatro reuniões por semana.

"Eu tenho outro emprego, mas eu amo este", disse Brook Staebell, representante da Passion Parties, em Denver. "Eu nunca me diverti tanto trabalhando".

Cerca de uma dúzia de mulheres bebiam sangria e falavam de moda e TV realidade recentemente em um lar de Denver, enquanto o homem da casa saía com as crianças. Assim que o carro da família deixou a casa, Staebell abriu uma mala preta para revelar uma série de produtos, com nomes como G Protuberante e Pura Satisfação.

"Você não fica embaraçada, mas há muitas risadas", disse ela. O "show" passa de um quebra-gelo picante para uma explicação de cada um dos itens à venda. Posteriormente, as encomendas são feitas privativamente. As compras chegam pelo correio cerca de uma semana depois. Nos extratos de cartão de crédito aparece o nome da empresa de Staebell, "DBS Promotions", não "Passion Parties". Boca a boca e sites de consulta (lovesliaison.com) geram novas festas o tempo todo.

"Eu queria assegurar que toda mulher, independente do que saiba sobre estas festas, possa se sentir empolgada em se reunir e aprender como melhorar seu relacionamento", disse Pat Davies, a presidente da Passion Parties. "O melhor destas festas é as mulheres saírem com mais conhecimento sobre seus corpos e relacionamentos."

Davis está casada há 44 anos. Ela é um dos motivos para fotos de casais com cabelos grisalhos vestindo pijamas aparecerem nas páginas dos catálogos da Passion Parties.

Tawnya Lehtinen, de Arvada, Colorado, foi anfitriã de uma reunião no verão passado. "Minhas amigas e eu dávamos uma escapulida de vez em quando para uma loja de brinquedos (sexuais), mas nos reunirmos em um ambiente confortável apenas faz com que se torne mais divertido e aberto", disse ela.

A recém-casada Monique Bartolo transformou o evento em sua festa de despedida de solteira. Bartolo contratou um barman e um garçom para sua festa. A idade de suas convidadas variava de 25 a 53 anos.

"Eu sou uma noiva mais velha, de forma que ir a um clube não é realmente o que gosto", disse Bartolo.

As mulheres solteiras também sentem algo atraente nas festas.

"Elas lhe dão opções sobre as quais você provavelmente nunca pensou", disse Eileen Hall, uma designer de Denver. "Eu acho que se você nunca teve nenhuma experiência (sexual), a festa pode ser muito intensa. Mas eu achei divertida."

Staebell recebe uma porcentagem do lucro dos produtos que vende. Ela também recebe um percentual das vendas das novas vendedoras que recrutou. "A menor soma que obtive em uma festa foi US$ 150 e a mais alta US$ 750", disse ela.

Os mais vendidos? O Super Deluxe Smitton é um macia luva plástica de massagem projetada para "parecer 100 asas de borboleta fazendo cócegas em sua pele", e o Pulsing Orbiter, um brinquedo com controle remoto com cinco velocidades.

A consultora Gerri Kassel, da Slumber Parties, é mãe de dois e passou os últimos quatro anos se tornando uma das principais distribuidoras regionais da empresa.

"As pessoas são muito receptivas em promoverem e irem às festas", disse a ex-gerente de companhia de seguro. Kassel guarda seus produtos em sacolas na garagem de sua casa em Parker, para impedir que seus dois filhos pequenos mexam neles. Como Staebell, seu lucro vem de percentual de suas vendas e também das vendas das vendedoras que ela recruta. Só isto pode chegar a US$ 1.000 em renda adicional a cada mês.

Nacionalmente, a Slumber Party faturou cerca de US$ 54 milhões neste ano.

A terapeuta sexual e de relacionamento Lisa Thomas, da área de Denver, disse que o sucesso vem do fato das mulheres agora quererem aprender sobre sexo e falar de sexo sem sentirem que estão fazendo algo sujo. As vendedoras também tornam os assuntos divertidos e esclarecedores enquanto asseguram o anonimato da compra.

"À medida que os relacionamentos evoluem, as pessoas crescem", disse Thomas. "A idéia de tornar o sexo diferente e encontrar uma linguagem para falar a respeito realmente faz as pessoas crescerem." Ambiente doméstico permite que mulheres comprem e riem juntas George El Khouri Andolfato

UOL Cursos Online

Todos os cursos