Procurando pelas chaves de 'Lost'

David Kronke
do Los Angeles Daily News

Enquanto "Lost" se prepara para a estréia da segunda metade de sua terceira temporada, em 7 de fevereiro, nos Estados Unidos, seu produtores já estão começando a prever o fim.

"Uma das coisas que estamos discutindo com a rede no momento é a escolha de um ponto final para a série", revelou no domingo (14/1) o produtor executivo Carlton Cuse, no semi-anual encontro com a imprensa de TV em Pasadena.

Divulgação 
Produção não sabe se Kate fica com Jack (Matthew Fox) ou Sawyer (Josh Holloway)

"Eu acho que assim que determinarmos isto, grande parte da ansiedade e muitas das perguntas como, 'Nós não estamos obtendo respostas', acabarão", ele continuou, reconhecendo: "Elas realmente representam, eu acho, uma ansiedade de que isto não vai acabar bem ou que não sabemos o que estamos fazendo. É hora de determinarmos um ponto final para esta série. Sempre foi discutido que a série teria um começo, meio e fim. Assim que determinarmos exatamente quando isto será, eu acho que muitas destas preocupações desaparecerão".

Sobre por quanto tempo a série poderá continuar, o co-criador Damon Lindelof disse: "A resposta mais honesta que podemos dar é, enquanto permanecer boa. Eu acho que falo por todos quando digo que nenhum de nós quer fazer uma série que está estagnada, que não evolui".

"Caso contrário", ele acrescentou, "parecerá reacionário dizer repentinamente, seis episódios após o início de uma temporada que já passou do ponto: 'Foi sempre assim que pretendíamos concluir a série'. Ninguém acreditará em nós e nem poderíamos culpá-los".

"Lost" já sofre do mesmo problema que muitos fenômenos da cultura pop - o fardo da alta expectativa dos fãs. Ela nem sempre as atende, com alguns fãs se queixando de que a série está enrolando. A série perdeu cerca de 5 milhões de espectadores na última temporada.

"Que tamanho de audiência 'Lost' merece ter?" perguntou Cuse. "Ninguém esperava que a série funcionaria. Ninguém esperava que teria uma grande audiência. Há um atrito natural devido ao fato de que esta série exige manutenção vigilante. Você tem que acompanhá-la."

"E acho que há pessoas que desistem porque ela exige que você realmente acompanhe os episódios. É uma série complicada. É difícil parar e voltar a assistir. Eu acho que ainda temos uma audiência muito grande e estamos felizes com a audiência que temos", acrescentou Cuse.

"Nós queremos estes espectadores de volta", disse Lindelof. "Nós achamos os episódios que estamos produzindo... a próxima leva de episódios... é de muitas formas um retorno à primeira temporada, com uma narrativa mais centrada nos personagens e menos guiada pela mitologia até iniciarmos o próximo arco de histórias."

Cuse sugeriu que a imprensa e grupos ávidos de fãs são mais obcecados com a mitologia complexa da série do que os fãs em geral.

"Nós não permitimos que os personagens se concentrem na mitologia", disse. "Nós queremos que os personagens se concentrem principalmente em seus relacionamentos uns com os outros. Nós vemos a série como uma centrada nos personagens e tendo uma cobertura de mitologia no topo. Quando nos sentamos e trabalhamos as histórias, nós principalmente dedicamos grande parte do nosso tempo conversando sobre estes personagens e como interagem. Se os personagens se concentrassem na mitologia, muitas pessoas deixariam de assistir."

"Há um público muito maior que está mais interessado em quem Kate vai escolher do que em saber quem é Alvar Honso."

Certo. Então foi perguntado a Evangeline Lilly, que interpreta Kate, com quem ela prefere que sua personagem termine - com Jack (Matthew Fox) ou Sawyer (Josh Holloway)? "Com quem quero terminar? Com quem você quer que eu fique?" ela respondeu. "A resposta óbvia é o que melhor servir à história. Bob Iger (o presidente da Disney) mencionou no outro dia para nós que, no final de 'A Gata e o Rato', a série acabou porque os dois personagens principais acabaram juntos. Assim, os roteiristas têm o trabalho delicado de lidar com o romance na série e quando uni-los e separá-los. Eu não alegaria ser esperta o bastante para apontar qual é a melhor resposta para isto." George El Khouri Andolfato

UOL Cursos Online

Todos os cursos