'Os Simpsons - O Filme', de A a Z

Glenn Whipp

Dezoito anos, 400 episódios e agora um longa-metragem certamente valem meras 26 letras. Assim, para agradar cada um de vocês, nós apresentamos nosso guia de A a Z de "Os Simpsons - O Filme", que, como deve ser notado, revela algumas surpresas do filme. Então, se você ler e ficar sabendo mais do que gostaria, fica frio, cara.

Nós avisamos, ok?

Fox/Reuters

A
Ah-nold.


Schwarzenegger há muito faz parte dos "Simpsons" como o personagem de Rainer Wolfcastle, um astro de filmes de ação exageradamente bem pago e que dirige jipe Humvee.
O filme sacrifica McBain pelo artigo genuíno, que agora é, de alguma forma, presidente dos Estados Unidos. Seu mantra na Casa Branca: "Eu fui eleito para liderar, não para ler".
"Nós tínhamos uma longa explicação sobre como ele conseguiu driblar a Constituição e se tornar presidente, mas ninguém que a viu deu atenção", disse Matt Groening, o criador dos "Simpsons".
Para os curiosos: em uma cena excluída, Schwarzenegger convenceu os eleitores de que veio de Topeka, Kansas.

B
Brooks, Albert.


Um coadjuvante lendário nos "Simpsons", que já dublou o vilão alegremente prestativo Hank Scorpio e Jacques, o instrutor francês de boliche.
No filme, Brooks interpreta o chefe da Agência de Proteção Ambiental que deseja destruir Springfield nuclearmente quando o lago da cidade se torna ridiculamente contaminado.
"Nós quase trouxemos Scorpio de volta quando considerávamos idéias para o filme", disse Groening.

C
Close To You ("Próximo de você").


Homer e Marge dançam a canção dos Carpenters em um flashback de sua festa de casamento.
Para aqueles que lembram do casal se casando em uma capela de casamento rápido, o roteirista-produtor Al Jean nota: "Nós nunca nos prendemos a minúcias do nosso passado. Isto irrita nossos fãs mais radicais, mas se houver uma escolha entre lógica e entretenimento, o entretenimento sempre vencerá".

D
D'oh!


Antes da primeira sessão de teste (em Portland, Oregon, em março), os cineastas exibiram o filme para parentes e amigos no estúdio da Fox, onde descobriram que aquilo que o produtor executivo James L. Brooks chama de "aqueles terríveis créditos finais" foram cortados.
"Nós tínhamos os alienígenas Kang e Kodos fazendo uma crítica selvagem do filme, apontando furos no roteiro e dizendo: 'Nós voamos 8 bilhões de milhas para isto?'", disse Groening. "Eles contestavam o filme que você tinha acabado de assistir. Aquilo removia toda a boa vontade em relação ao filme."
A seqüência de Kang e Kodos, juntamente com outras metapiadas cortadas -o Sr. Burns, a certa altura, diz: "Você não pode mais ter seu dinheiro de volta" - provavelmente aparecerão no DVD, assim como um trailer nos créditos finais para um filme-família de Schwarzenegger, "O Gênio de Frauda 2".
Mas não espere pelos créditos finais onde Homer lê os nomes dos animadores coreanos.
"A piada cansa rápido", disse Brooks.

E
Emoção.


Brooks, diretor de sucessos como "Laços de Ternura" e "Melhor É Impossível", empalidece ao ser rotulado como o sujeito que deve ser procurado para doçura.
"Mas se você tem um grupo de roteiristas no qual todos tentam ser modernos, engraçados e radicais, é muito difícil ser o sujeito a se levantar para dizer a fala emotiva", disse Groening. "Mas Jim prega a emoção. Ele inventa as falas engraçadas que contêm um toque emotivo."

F
Free ("Gratuito").


Homer nota o elefante na sala dentro dos primeiros cinco minutos do filme, se voltando para a tela e gritando: "Eu não estou pagando para ver algo que assisto de graça na TV".
"Ora, você não pode zombar de todos e não de si mesmo", disse Brooks.

G
Green Day.


A banda de rock toca a música tema dos "Simpsons", apesar do cantor Billie Joe Armstrong precisar de um teleprompter para ajudá-lo a lembrar da letra complicada: "Da da da da da da da da da da da da".

H
Hanks, Tom.


A grande ponta do filme ocorre quando Hanks aparece em prol do plano da Agência de Proteção Ambiental para detonar Springfield e criar um novo Grand Canyon.
"O governo americano perdeu parte de sua credibilidade, então está pegando parte da minha emprestado", explica Hanks alegremente.
"Nós procurávamos alguém em que os americanos confiariam", disse o roteirista Al Jean, "alguém como Walter Cronkite. Hanks foi a primeira opção. Nós enviamos o roteiro para ele, ele riu e veio. Quero dizer, nós pagamos para ele."
"Mesmo assim..."

I
Itchy e Scratchy ("Comichão e Coçadinha").


O gato e rato de desenho animado vão para a lua, um planeta que não foi gentil com Coçadinha no passado.

J
Já era.


"Você sempre ouve que a série não é mais tão boa quanto antes", disse Groening. "Mas as pessoas sempre comparam os novos episódios com as lembranças de seus episódios favoritos, da época em que a série os surpreendia. É preciso ter a mente aberta e, para algumas pessoas, é impossível. A nostalgia ofusca seu pensamento."

K
Krabappel, Edna.


Colocar "Os Simpsons" na tela grande fez com que tudo ficasse maior. Você perceberá isto durante o concerto do Green Day, quando a professora Krabappel arranca sua jaqueta para exibir uma imagem surpreendentemente grande.
"Você estabelece o sutiã de Krabappel e parte daí", disse Jean. "O restante da escala do filme é baseado nela."

L
Life, a well-spent ("Uma Vida Bem Aproveitada").


O Cara dos Quadrinhos acredita que o mundo está prestes a acabar e diz: "Eu passei minha vida inteira colecionando quadrinhos e só posso dizer... foi uma vida bem aproveitada".
Groening disse: "Nós fizemos um episódio onde sua avaliação final foi de que 'desperdicei minha vida', então achamos que desta vez ele merecia um final feliz".

M
Maggie: a primeira palavra.


Em outra revisão histórica, Maggie remove sua chupeta e diz: "Sequel" (continuação).
Sim, Elizabeth Taylor deu voz à primeira palavra de Maggie ("papai") em um episódio de 1992, mas como notou o diretor David Silverman, "ela não foi testemunhada por ninguém. Esta é a primeira vez que ela fala em frente da sua família".

N
Nuclear.


Lixo nuclear é apenas um dos contaminantes despejados no Lago Springfield, causando o desastre ambiental do filme, sem contar um esquilo de múltiplos olhos. O esgoto da usina do Sr. Burns é superado em toxicidade apenas pelo caminhão-tanque de suor do palhaço Krusty.

O
Outra vez.


"Acredite, nós somos os primeiros a saber quando nos repetimos", disse Jean. "Nós sentimos como se tivéssemos feito tudo três vezes. A maioria de nossos fãs são gentis o bastante para não se queixarem."

P
Porco.


Homer salva um porco do açougueiro no início do filme, o mais recente em uma longa fila de animais - Bitey, o gambá do episódio "Marge contra o Monotrilho", Pinchy a lagosta, Mojo o macaco - que Homer já adotou.

Q
Quimby, prefeito Diamond Joe.


Ele está no filme. Assim com o Homem-Abelha.
E o Capitão do Mar. E o sr. Teeny. E a Cat Lady. Ao todo, há 98 papéis com fala, incluindo praticamente todo morador de Springfield - exceto o impaciente superintendente Chalmers.
"E tínhamos uma grande cena com ele e o diretor Skinner", disse Groening, "onde o carro deles é virado pela multidão e Chalmers fica bravo com Skinner. Mas não conseguimos encaixá-la".

R
Rumsfeld, Donald.


Inicialmente, o chefe da Agência de Proteção Ambiental era um sujeito empavonado que falava lentamente. Depois da exibição teste em Portland, ele foi trocado por um político confiante que faz loucuras.
"Rumsfeld foi o modelo", disse Jean. "Quando Albert voltou para ler as falas, ele até mesmo tinha aqueles óculos pequenos semelhantes aos do Rumsfeld."

S
Sideshow Bob.


Os cineastas tentaram inserir o antigo inimigo de Bart, mas não conseguiram encontrar um lugar para ele. Mas Sideshow Bob voltará à série pela 10ª vez em um episódio de novembro, que reunirá os membros do elenco de "Frasier", Kelsey Grammer (Bob), David Hyde Pierce (Cecil, o irmão de Bob) e, fazendo sua estréia nos "Simpsons", John Mahoney.

T
Truth, internal ("Verdade Interior").


Brooks disse: "Marge, pela primeira vez, descobre qual é sua verdade interior. Ela indica que está ciente de como Homer é visto pelas demais pessoas e como lida com isto".
Groening disse: "Tal revelação é um dos momentos mais tocantes que fizemos na história da série".

U
Unchecked Id ("Id irreprimido").


Enquanto isso, Homer percebe pela milionésima vez que agir impulsivamente traz conseqüências.
"Eu tento não pensar nas coisas", ele diz para Marge. "Eu respeito as pessoas que pensam, mas eu apenas tento fazer o dia não doer até conseguir me arrastar para a cama ao seu lado."
Sim, Brooks escreveu tal fala.

V
Vader, Darth.

Groening disse que ouve as reações mais honestas dos fãs enquanto espera na fila do banheiro - freqüentemente cercado por adultos vestidos de lorde Vader - na convenção anual de quadrinhos Comic Con em San Diego.

W
Wassail.


O ponche picante sem dúvida traz más lembranças para Schwarzenegger, que após ver o esquilo mutante de múltiplos olhos do filme, estremece: "Todos aqueles olhos furiosos e dentes afiados. Me faz lembrar do Natal com os Kennedys".

X
X-Rated ("Proibido para menores").


Nem mesmo perto. O filme recebeu a classificação PG-13 (menores de 13 anos apenas acompanhados de pai ou responsável) por "humor irreverente", uma designação que Brooks chamou de "excelente crítica".
Os elementos do filme inadequados para a televisão mais notáveis envolvem Marge gritando um certo palavrão (não, não começa com F) por frustração, Homer mostrando o dedo e Bart exibindo suas partes íntimas enquanto anda pelado de skate.
"Eu desafio a maior pessoa pudica do planeta a não rir da seqüência do Bart", disse Groening. "No contexto, é uma piada sobre inocência."

Y
YABBA-DABBA-NÃO


Silverman disse que sempre lhe perguntam sobre um filme dos "Simpsons" com atores de carne e osso.
"Eu menciono o filme dos 'Flintstones' e isto encerra o assunto rapidamente", disse Silverman.

Z
Zimmer, Hans.


Alf Clausen, o compositor de longa data dos "Simpsons" estava ocupado com a série, então o ubíquo Zimmer, que já trabalhou com Brooks em vários filmes, ficou com o cargo.
A versão em coral da canção "Spider-Pig" de Homer no filme?
"Hans fez aquilo por capricho", disse Brooks. "Ele foi ótimo." George El Khouri Andolfato

UOL Cursos Online

Todos os cursos