Exclusivo para assinantes UOL

Repressão se intensifica no Irã um ano após reeleição de Ahmadinejad

Will Long e Michael Slackman
Em Teerã (Irã)

  • Reuters

    A reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad foi acusada de fraudulenta pela oposição

    A reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad foi acusada de fraudulenta pela oposição

Um ano após a disputada eleição presidencial no Irã, o ritmo da vida voltou ao normal no país. Com uma repressão ampla, longa e às vezes brutal, o governo conseguiu suprimir um movimento de protesto que abalou a nação por meses após a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, acusada de fraudulenta pela oposição.

UOL Cursos Online

Todos os cursos