Exclusivo para assinantes UOL

Análise: Gays devotos lidaram melhor com sua sexualidade ao se tornarem padres

Ross Benes

  • TIZIANA FABI/AFP

    Padre Krysztof Olaf Charamsa, que trabalha no escritório do Vaticano, revelou a sua homossexualidade em entrevista para a imprensa

    Padre Krysztof Olaf Charamsa, que trabalha no escritório do Vaticano, revelou a sua homossexualidade em entrevista para a imprensa

Em março passado, o papa Francisco provocou uma onda de manchetes quando sugeriu a possibilidade de ordenar homens casados como padres. Já que não há evidências de que a prática da Igreja Católica mudará de fato, as reações aos comentários de Francisco foram prematuras. Mas os especuladores ignoraram um ponto interessante: abrir o sacerdócio a homens casados provavelmente reduziria a alta porcentagem de padres.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos