Exclusivo para assinantes UOL

Como o controverso plano do Facebook para avaliar mídia pode de fato funcionar

Will Oremus

  • Justin Sullivan/Getty Images/AFP

    Mark Zuckerberg quer dar um jeito nas notícias falsas e sites duvidosos

    Mark Zuckerberg quer dar um jeito nas notícias falsas e sites duvidosos

Quando o Facebook anunciou que pediria aos usuários que avaliassem a "confiabilidade" dos veículos de notícias, eu tinha dúvidas sobre sua metodologia. Como descreveu o presidente-executivo Mark Zuckerberg, o plano da empresa parecia envolver apenas perguntar a um punhado de pessoas quais veículos conheciam e em quais confiavam. Ele então usaria os resultados para elevar as histórias dos veículos mais confiáveis em seu ranking de feed de notícias, ajudando a tratar, em teoria, dos problemas de isca de cliques, desinformação e hiperpartidarismo que atormentam a plataforma. Eu chamei essa abordagem de “dolorosamente simplista e ingênua” e esperava em voz alta ter entendido de forma errada o anúncio pela empresa.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos