Exclusivo para assinantes UOL

Análise: Desespero, guerra e pobreza levam muçulmanos a buscar felicidade pós-morte

Kamel Daoud*

Em Orã (Argélia)

  • Iqro Rinaldi/Reuters

    Muçulmanos fazem orações de sexta-feira na mesquita de Istiqla, em Jacarta, Indonésia

    Muçulmanos fazem orações de sexta-feira na mesquita de Istiqla, em Jacarta, Indonésia

Futuro projeto para um livro: uma topografia do paraíso segundo o imaginário muçulmano medieval. Mas não apenas medieval, pois entre os muçulmanos atualmente, o paraíso também está no centro do discurso político, dos sermões e do imaginário contemporâneo. O paraíso como meta individual ou de grupo tem substituído gradualmente os sonhos de desenvolvimento, estabilidade e riqueza prometidos pela descolonização do pós-guerra no chamado mundo árabe. Atualmente, uma pessoa imagina um amanhã feliz apenas após a morte, não antes.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos